28.6.10

O copo meio cheio ou o verre à moitié vide

Eis os factos: passou-se uma semana e agora vem aí uma semana de realidade mais ou menos mundana. Pronto, agora que já falámos de como vai ser a vossa semana, passemos a debater o êxtase do meu regresso a Portugal.

Mas e então, o balanço?

Terá sido uma semana em cheio ou uma semana que soube a pouco?
Terá sido uma recompensa merecida ou um presente envenenado?
Terá sido bom para a cabeça ou mau para o fígado?
Terá sido aproveitar os dias ao máximo ou passar noites quase sem dormir?
Terá sido convívio com gente de todo o mundo ou gramar com malucos de toda a parte?
Terá sido andar com uma vida de luxo ou constatar que, bem vistas as coisas, estás mais perto de ser pobre?
Terá sido comer com requinte ou ter a noção que andaste a rivalizar com uma lontra?
Terá sido tudo muito intenso ou algo que só se aguenta numa versão curta?
Terá sido bom estares mais tempo com certas pessoas ou apercebes-te que às vezes demasiado tempo com certas pessoas não é bom?
Terá sido porreiro voltar a falar francês sem ser com uma professora anã ou aquilo é mesmo uma língua que te dá sempre pinta de que estás a entrar num filme independente?
Terá sido uma questão de tempo até lá voltares ou o mais certo é não pores lá os pés tão cedo outra vez?

Teria sido possível escrever um post quase todo com uma interrogação repetida?

Teria, mas pronto, não me quero tornar redundante. Prefiro tornar-me um trovador dos tempos modernos, mas sem um corte de cabelo abichanado.

Assim sendo, termino com um pensamento. De que serve falar de copos meios vazios ou meio cheios, quando a questão é: porque raio é que ainda não os esvaziaste?

9 comentários:

  1. Ahhh, que saudades destas opiniões de moral dúbia!

    ResponderEliminar
  2. Tu andas chatinho oh Mak... Claro que foi bom, foram férias homem!!

    ResponderEliminar
  3. Mak, o Mau
    Kjønn: Mann
    Bransje: Kjemikalier
    Stilling: Consumidor
    Plassering: Lisbon : Popoo

    termino com um pensamento. De que serve falar de copos meios vazios ou meio cheios, quando a questão é: porque raio é que ainda não os esvaziaste?

    ResponderEliminar
  4. O melhor de tudo é que, cara S*, não foram férias :p

    ResponderEliminar
  5. Então não se queixe. Vai a trabalhar, aproveita e ainda reclama. Soooooooooooo portuguese.

    ResponderEliminar
  6. Pas de reclamation. Eu disse que existiam sempre duas versões para uma mesma coisa, não referi qual a minha...

    ResponderEliminar
  7. Tenho aprendido que quem dá algo não é maneta. Dá com uma e recebe com outra ;)

    ResponderEliminar
  8. Disso não tenho dúvidas e até já comprei algumas loções para minorar eventuais dores...

    ResponderEliminar
  9. fosga-se nas minhas recentes ferias em PT-terra amada tudo pela patria nada contra a patria- perguntei-me mais ou menos as mesmas coisas, except, a ventania era tal, que as levou para longe...
    o reverso da medalha das ferias nunca é bom...para alem do balanco, ainda me faltam o resto das consideracões...mas uma coisa é certa: ha que haver um periodo de ressaca pos-ferias em ferias...ou entao fumar uma ervinha em PanPunland....

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.