21.5.10

Um (mal)Criado ao vosso serviço

Creio que ontem no Metro apanhei uma virose qualquer de altruísmo e boa vontade. A coisa já se manifestou à noite quando ajudei uma velhinha a carregar as compras do Pingo Doce até à porta de casa, em vez do tradicional que é fugir a correr com os sacos.

Hoje de manhã, a coisa estava grave. Fiz mais boas acções desde que me levantei do que no ano inteiro até agora, o que me deixa claramente preocupado. Mas, tendo em conta que eu até acho piada ao "My name is Earl", resolvi capitalizar a coisa e despachar já isto tudo até à próxima década, se for possível.

Por isso, se houver alguma coisa em que vos possa ajudar, disponham. O resultado pode não ser exactamente igual ao que pretendem, mas nisto de ser prestável a intenção é que conta, não é verdade?


O que eu já fiz de bom desde as 9.30 (em actualização)

- Dei ideias para um projecto que gostava de ser eu a fazer, mas não vou ser.

- Não fechei o elevador na porta de alguém que correu para o apanhar, ao contrário do que é costume.

- Aceitei uma crítica comportamental da S* sem lhe ameaçar riscar o carro ou partir-lhe as rótulas.

- Inspirei a Gingerbread Girl (fico contente por ser hoje, mas a verdade é que passo a vida a inspirar pessoas)

- Elucidei a Margarida sobre o significado da palavra "capanga".

- Corrigi um link errado a pedido de outra Margarida.

- Dei uma pequena lição de Sociologia a uma Borboleta, introduzindo Max Weber numa perspectiva teológica.

- Avancei um pouco, numa fase conceptual, sobre algumas premissas de naming a pedido da Miss

-

19 comentários:

  1. A do projecto ainda é de louvar... a do elevador apenas significa que andas a ganhar educação. :P

    ResponderEliminar
  2. @ S - Se a pessoa não vir quem está dentro do elevador, não sou mal-educado, mas existe sim "um mal-educado abstracto". De qualquer forma, agradeço a referência.

    @ Ginger - É sempre bom inspirar pessoas. Até porque para transpirar já basta o tempo.

    ResponderEliminar
  3. Seres o meu capanga por um dia, conta nas boas acções?

    ResponderEliminar
  4. @ Margarida - Eis o significado de capanga
    (tupi capa, variante de caba, ferir, quebrar + terminação -nga)
    s. m.
    1. Bras. Homem contratado como guarda-costas, geralmente armado. = caceteiro, jagunço
    s. f.
    2. Bras. Pequena bolsa que os viajantes levam a tiracolo. = mocó

    No primeiro sentido, parece-me difícil que a coisa resulte em boas acções, mesmo não tendo eu porte de arma. Mas, se assim não for..
    Já no segundo, creio que sou um bocadinho grande demais para servir de pequena bolsa...

    ResponderEliminar
  5. Muda lá o link, rapaz. Nao fui eu!!!

    ResponderEliminar
  6. Hummm..onde estás a quere chegar?
    Tu sabes que essa coisa dos meninos bons irem para o ceu, não existe, não sabes? :)

    ResponderEliminar
  7. Qual a melhor forma de dar um nome parvo a coisas parvas, para que os parvos gostem de tal parvoice?

    ResponderEliminar
  8. @ Borboleta - Nesse ponto de vista, creio que uma abordagem a ter em conta é a de Max Weber, ao falar da ética protestante - http://en.wikipedia.org/wiki/Protestant_ethic

    Nesta teoria, tendo por base princípios do Luteranismo e do Calvinismo, não interessa para onde vais, tens de trabalhar o máximo em vida e não te preocupares no que acontece depois. Dessa maneira, o meu destino pode já estar traçado, mas o meu caminho só depende de mim.

    ResponderEliminar
  9. @ Miss - O óbvio é ser parvo ou até mesmo estúpido, indo ao encontro de uma campanha da tua preferência.
    Mas, porque quem foge do óbvio por norma distingue-se, experimenta dar-lhe nomes sérios ainda que descontextualizados. A estranheza de associação leva por vezes as pessoas a interessarem-se por algo que, de outra forma, veriam apenas como mais do mesmo.

    Posso ser mais específico, mas para isso tu também terás de o ser.

    ResponderEliminar
  10. Então mas não pode ser uma boa acção para uma pessoa em especifico? Tem que ser uma boa acção no geral? Oh, acho mal!!!

    ResponderEliminar
  11. Ainda não expliquei a mais ninguém o sentido de capanga. Foi pessoal.

    ResponderEliminar
  12. Mak:
    Se fosse mais especifica teria de te matar e nada me garantia que a tua ajuda iria ser útil.
    Como diz um gajo porreiro, "Entendji" ;p

    ResponderEliminar
  13. Pois, se me matares antes, então não ajudo de certeza.

    O pior de tudo é que, qd alguém diz "Entendji" o mais provável é que não o esteja a fazer...

    ResponderEliminar
  14. Faças o que fizeres, certo é que vais ser musico. ;)

    http://emvergeoning.com/wp-content/uploads/2007/10/cartoon.JPG

    ResponderEliminar
  15. Não sei se foi boa acção deixares aqui esses links todos... Lá se foi a tarde de trabalho a ler coisas boas... Mas gostei do começo, uns apanham viroses outros ficam sem telemóvel, haja equilíbrio.

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde, visitei o seu blog e gostei muito... Gostaria de lhe pedir se pode colocar o link do meu blog no seu...

    http://vinhosdasemana.blogspot.com/

    Espero que coloque.
    Belo blog!

    Vinhos da Semana

    ResponderEliminar
  17. Não há altruismo em pleno sem uma foot massage.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.