17.5.10

On / Off

(ou, se preferirem, Onofre)

- Sabe, eu tenho muita facilidade em desligar. Assim, tau, já desliguei. É muito bom quando se vai de férias, mesmo por um período curto. Tau, já está. De repente, o trabalho, as chatices de todos os dias, ficam lá para trás. É bom ser assim, mas também pronto, não quero ser convencido Não é tipo TAU, a gritar e a atirar isso à cara das pessoas. Até porque nem toda a gente tem de gostar de levar com um tau na cara e depois ver alguém desligado à frente.
Até porque isto é um tau figurado, não é uma cena tipo interruptor no meio da cara. Ainda por cima isso já existe, chama-se nariz e não faz tau. Faz “foooom” ou “crack”, consoante esteja a assoar-se ou a parti-lo, creio eu.

Mas, realmente, é muito bom poder desligar para ir de férias. Até porque existem maneiras de parecer que tau, não estamos desligados, apesar de estarmos. Eu, por exemplo, tenho um blog, sabe o que é? Não, não é bigode, senão estaria a vê-lo aqui por cima da minha boca. B-L-O-G, um sítio onde se escrevem umas coisas e se leva duas ou três pessoas mais crédulas a pensar que efectivamente temos alguma coisa a dizer. Sim, tipo um livro ou um jornal, mas sem dar para nivelar mesas mancas ou limpar o rabo em caso de emergência.

Adiante, que o que eu ia a dizer é que apesar de tau, eu estar desligado, as pessoas que não desligaram, podem pensar que tau, eu estou como elas. Por esta altura, estou eu aqui descontraído e estão eles a dizer-me em que bairros chunga já passaram ou como é que acham que eu sou, sim porque eles não sabem que eu sou como sou. Melhor ainda estão até a trocar receitas comigo, apesar de eu estar desligado. Assim, tau, do nada, desligo e pronto.

Já pensou, como seria, agora saía do trabalho e tau, desligava, sem ter que aturar mais nada. Fechava a loja e já era. O que me diz a isto, hã, maravilha não era?

- Amigo, gostava de fechar a loja e TAU, mas não posso. Não posso porque você já desligou e continua desligado, mas as pessoas que não o conhecem continuam a pensar que você está ligado. Já eu, que o gostava de desligar, ainda não consegui, porque você não se cala, não pára de me encher a cabeça de TAUS e não paga a merda dos 20Euros de gasolina que pôs há quase 10 minutos e a fila atrás de si já vai até amanhã. É TAU que chegue para si ou quer que lhe explique?

Enfim, há pessoas que não conseguem desligar é o que é.

7 comentários:

  1. E o que eu gostava de fazer TAU. Por vezes convenço-me que estou in mode TAU, mas na realidade não estou. Também há aquelas situações em que faço TAU e vem um Totó que não sabe fazer e estraga o meu. Caso para dizer que TAU TAU badamerda para muitos totós

    ResponderEliminar
  2. Eu não consigo, estou sempre preocupada com as coisas. Parece que não sei relaxar.

    ResponderEliminar
  3. A mim dizem-me a toda a hora "já não me estás a ouvir, já estás no teu mundinho..." acho que se trata de fazer tau, um tau aparente porque a minha expressão apática não mostra o que vai cá dentro, o pensamento tá a 1000, o coração também (arritmias e tal...) Acho que é uma necessidade, como respirar... é só fazer tau e "prontos" não custa nada! Ih!

    ResponderEliminar
  4. Sinceramente invejo te um bocadinho, isso é um dom jovem! não consigo desligar das coisas tão facilmente quanto me apetece xD.
    bom post, como de costume ;P

    ResponderEliminar
  5. OK. Agora respire, carregue no play e vá visitar o novo habitante do meu sotão.
    Aposto que depois de o conhecer, não vai resistir a combinar um blind date. Eu afirmo já que estou completamente de acordo.

    ResponderEliminar
  6. Ola que este sabe bem o que é TAU, ora vê e ouve:

    http://www.youtube.com/watch?v=j3NCTT1EWpI

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.