5.5.10

O que é que eu ganho com isto?

Parece inconcebível, mas eu não ganho nada com isto. Do alto da minha sobranceria egocêntrica nunca me tinha apercebido desse facto, pensava que era impossível ser eu a ganhar alguma coisa com um blog e que a minha missão neste planeta era iluminar ou encaminhar para o precipício mais próximo (consoante os casos) as almas que cá vêm parar.

Talvez por não ter uma formação economicista, não me apercebi que deve haver aí malta a bancar lucro dos blogs como idosas tenebrosas a sacar jackpots no Casino Estoril. Foi preciso estar com uma pessoa que vive de números (que até podia ser o Diabo disfarçado, só que com óculos de massa e look casual) para me lançarem numa batalha moral.

- Então, esse blog, já factura?
- Factura o quê?
- O que é que ganhas com aquilo? Ao tempo que o tens deves estar a ganhar alguma coisa...
- Não propriamente. Estamos a falar de coisas materiais?
- Claro que sim. Querias o quê, metafísica?
- Não...mas...
- Man, a net e os blogs, é só gente a sacar algum. E tu até te safas, pelo que sei.
- Não é uma questão de safar, é que a minha vida não é isso.
- Não é? Então é o quê? Para que é que manténs o blog então?
- Eu faço outras cenas e, pelo meio, escrevo coisas que me dão gozo. Não perco assim tanto tempo.
- Mas também não ganhas... ouve lá, já te pagaram por coisas que escreves?
- Já...mas.
- Esquece o mas. Como é óbvio blogs há a pontapé, o teu não é a última Coca-cola do deserto (piscadela de olho paternalista). Mas escreves, tens imaginação, és meio maluco, sabes contar histórias. Isso devia render alguma coisa, se não for dinheiro, influência.
- Como assim?
- Naquilo que fazes, o blog dá-te alguma vantagem profissional?
- Directamente não. Saber mexer-me na blogosfera, conhecer diversos tipos de blogs e exercitar estilos de escrita diferente sim.
- Ok, já me estás a enrolar. E contacto com malta da TV, dos sketches, de conteúdos, safas-te?
- Epá, tenho os meus contactos, mas não é através do blog. Isso é outro campo.
- Então escreves para o boneco, é? Alguém te encomendou textos ou cena parecida através do blog?
- Epá, N-Ã-O. Chega de blog, já me estás a encher a cabeça de coisas que não lembram ao demo.
- Vais escrever sobre isto, já estou a ver...
- Não, não vou.
- Ok, mas começa mas é a pensar o que é que vais ganhar com aquilo.


E assim foi. Vindo de um tipo que o mais criativo que deve ter produzido online foi um email a dizer que ia jantar com amigos e chegava a casa mais tarde, recebi uma lição de capitalismo avançado. E o que é que eu ganho com isto continua a ser uma questão (im)pertinente.

Bem, material para textos já ganhei de certeza.

17 comentários:

  1. Man, ouve o gajo. Ele até tem razão. Aqui não se ganha nada em termos materiais.
    No entanto se quiseres aumentar os niveis de estupidez estás no sitio certo. Há por ai gente estupidamente rica em parvoice. Como alguém disse algures, tudo o que envolve crianças, cãezinhos e gente estupida acaba por render... nem que seja uma boa ideia para algo muito estupido.

    ResponderEliminar
  2. Meu caro Mak, não posso crer nos meus olhos lêem. Então, nada? Nadinha mesmo?

    (caramba, comigo, ele é convites para festas do croquete, é ofertas das multinacionais para eu promover os produtos em troca de generosas oferas - talvez abra um ou outra excepção para a Aston Martin e para o Old Bushmills, ele é Hollywood a contactar-me a desoras, parece que querem fazer um filme sobre a minha vida, ou lá o que é, isto tudo para não falar nas vantagens de me ter transformado num sex-symbol consagrado, evidentemente...)

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  3. @ Miss - como dizia a outra rameira "não tenho nada, mas tenho quase tudo". E, como diz a campanha que aprecias "Stupid will set you free" ;)

    @ Pipoco - Isso para mim não são vantagens materiais, são os mínimos olímpicos para cada dia. Ou sinal que é hora de retoma a medicação da esquizofrenia novamente ;)

    ResponderEliminar
  4. Mesmo a propósito!

    Vinha aqui encomendar-te um texto de 200 palavras sobre o cultivo da abóbora no sul de Espanha.
    Preciso disso com uma certa urgência. 0.50€ a palavra... ainda dão €100.
    Nada mau hein? Que dizes? Habemus deal?

    ResponderEliminar
  5. Não te metas nisso. Porque eu sou mesmo capaz de o fazer e depois não te quero passa a chamar Givememymoney Girl em vez de Gingerbread ;)

    ResponderEliminar
  6. Duas coisas a reter:

    Não, não escreves para o boneco, porque eu venho sempre cá ler e não sou o boneco. Sou parva, é certo, mas não sou o boneco.

    É uma boa ideia, começa a fazer a tasca render, quanto a mim, aviso-te já, só pago à saída.

    ResponderEliminar
  7. Ganhas uma lição de parvalheira avançada, está visto.

    ResponderEliminar
  8. Já tinha pensado nisso. Este blog é demasiado bom and yet... ainda não te descobriram. How come?

    Eu acho óptimo e assumo o egoísmo. Ainda bem que há gente muito distraída! Mas merecias ganhar um dinheirão ;-)

    ResponderEliminar
  9. Olha, escreve-me aí duas páginas sobre o Miguel ter atropelado duas velhas. Rápido que estou com pressa. Pago-te em rebuçados de mentol.

    ResponderEliminar
  10. Atenção, isto não é choraminguismo, porque isso só faço às 5as. É uma perspectiva completamente diferente da minha, mas para encher os bolsos, nem que seja de cotão, estou sempre disponível.

    @ Pipoca - Só conteúdos originais, hein. Há um gajo chamado David Barata no CM que já cobriu o assunto, inclusive com historial de episódios lúdicos do artista.
    Não pode ser Dr.Bayard?

    ResponderEliminar
  11. Só posso rir, mas depois de ter lido o que li... não posso deixar de reconhecer que há mesmo muita gente "Diabo disfarçado, só que com óculos de massa e look casual".

    AP

    ResponderEliminar
  12. Podes pôr o NIB aí de lado e pedir aos estimados leitores (entre os quais alegremente me incluo) para colaborarem financeiramente para a tua operação à vesícula...;)

    PS: A sério, o word verification era Cu lato... Qualéra a necessidade? :)

    ResponderEliminar
  13. Se fosse Ma lato, era mais perigoso e estaria na vizinhaça...

    ResponderEliminar
  14. Não se ganha Mak. Poupa-se em psiquiatras!

    ResponderEliminar
  15. Devo dizer que entendo o teu amigo capitalista: este é realmente o melhor blog actual... A mim faz-me ganhar imenso: risos, sorrisos e outros isos... Para além disso poupo nos psicólogos porque já descobri que há gente bem mais maluca que eu! Mas dessa maluqueira não me importava nada de sofrer!

    ResponderEliminar
  16. Oh pá! Esse pessoal que vive dos números é uma gente à parte. Eu tenho um lá em casa e tento não lhe dar muita confiança, que isso é gente que não joga com o baralho todo e vê o mundo em matrizes de excel.
    Usa-os como material de inspiração, mas de uma maneira geral não lhes ligues.

    ResponderEliminar
  17. Ora o que é que ganhas?! Tu não vês, mas ofereces muitos sorrisos deste lado, logo, boas energias e vibrações que são mandadas para aí, logo, não dás conta, mas deves andar mais protegidinho das mãozinhas do Demo, desde que inauguraste aqui a chafarica.

    Não chega?! :P

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.