9.4.10

Passatempo "Agarra aqui"

Todo o blog que se preze tem um autor com imenso glamour e também passatempos. Como neste espaço as coisas são sempre à miséria, só conseguimos cumprir um dos requisitos. E, como miséria é mesmo o prato do dia, o prémio são, nada mais nada menos que - vocês.

“Então amigo, a snifar os toners da impressora antes do fim de semana?” exclama boa parte de vocês, mais habituada a sair na rifa às pessoas do que propriamente a ser um prémio. “Calma” sereno eu, limpando uns pós de magenta que ainda tenho no nariz, sabendo no entanto que até têm alguma razão.

Vocês são parte integrante do prémio, porque o prémio é um texto em que vocês entram. Mas, ao mesmo tempo, são os leitores que me calharam na rifa, por isso já percebem a estranha dicotomia. Caso não percebam porque raio estou a mencionar a partilha ilícita de honorários entre médicos, talvez convenha clicarem na palavra assinalada.

Como os milhares que se acotovelam neste espaço não cabem nos textos típicos do burgo (por pouco), o sistema é simples, eu vou deixar aqui 13 palavras. Na caixa de comentários, pela ordem de chegada, quem quiser ser um dos eleitos e fazer parte do texto, basta escolher uma das palavras. Em caso de repetição o primeiro tem prioridade, portanto mais vale escolher logo outra se a que querias já tem dono. Quando as treze palavras já estiverem escolhidas, terão que choramingar para ver se eu ponho mais treze para serem escolhidas para outra história. Por isso, os mais atrasados que choraminguem bem.

A par da escolha da palavra, peço que me dêem a razão pelo a qual a escolheram. Isso tanto pode servir para eu definir como a palavra se liga a vocês na história, como para vos fazer perder tempo. São assim os mistérios da vida.

As palavras são estas:

Marreta / Nabo / Parlapié / Girafa / Sexy / Escafandro / Trivela / Sebastianismo / Boda / Aparelhómetro / Escuta / Ninja / Zimbro

Até o fim de semana a coisa está em aberto, posso até vir cá colocar mais treze palavras e textinhos só para a semana, que eu quero ver se disfarço a sujidade na praia da Cruz Quebrada.


PS - É conveniente fazer identificação, mesmo que assinem como "Madame Min" ou "Professor Ludovico". É que para fazer um texto sobre 13 anónimos mais me falar discorrer sobre o plantel do Belenenses.

21 comentários:

  1. Hehe, o Ninja já cá canta!
    Porquê?
    Porque são a cena mais fixe à face da terra ex-aequo com Dinossauros e Piratas.
    E porque o meu encarregado aqui na obra diz que de relance sou parecido com o Derlei.

    ResponderEliminar
  2. Para mim é "Sebastianismo".

    Por vezes tenho vontade de ir comprar tabaco e nunca mais voltar. Não foi isso que aconteceu a D. Sebastião?

    ResponderEliminar
  3. Zimbro

    Porque gosto muito de gin tónico.

    ResponderEliminar
  4. Venha de lá a Girafa :)



    Se pudesse queria a minha palavra de verificação - terinsa...

    ResponderEliminar
  5. Dada a quantidade de gente que pulula neste canto escuro, só acabei de ler o post depois de dizer que queria a girafa.
    O porquê.
    Porque sim.
    E porque quando bebem água fazem a espargata, pelo que me lembrei que para as girafas era mais facil faze-la que ler a conclusao do crime no vale da secretaria.

    Agora vou dar de fuga que o chefe ja aqui chegou.
    plault!

    ResponderEliminar
  6. Escafandro, claro! Porque gosto de borboletas :-)

    ResponderEliminar
  7. Sexy.

    Porque é a pessoa que tenho à minha frente todos os dias enquanto trabalho. Estás a imaginar as fantasias?

    ResponderEliminar
  8. Muito bem, já vamos pela metade. E devo acrescentar que sois tdos gente com problemas.

    Melhor assim :p

    ResponderEliminar
  9. Escuta.

    Por poder ser imperativo do verbo escutar, entre outros.

    E é nesse sentido que eu quero esta palavra, escuta - ouve-me atentamente.

    Porque preciso que me escutem, através das palavras. Não se ouve só pelos ouvidos, os olhos também o fazem, o coração também. Mas por vezes é surdo.

    ResponderEliminar
  10. MArreta!! Porque sou parecida com a Miss Piggy!!

    ResponderEliminar
  11. Vamos lá ver se consigo arrebatar o Aparelhómetro.
    É que isto de ter vindo para Varsóvia e ter-me esquecido dele em casa foi uma má ideia. Dá jeito nos momentos de solidao.

    ResponderEliminar
  12. Nabo, porque tenho sempre um na minha vida... rsrsrsr

    ResponderEliminar
  13. Parlapié.

    Só porque gosto da palavra.

    ResponderEliminar
  14. Trivela. Porque so sobra esta e boda (essa eu já tive)

    ResponderEliminar
  15. Só sobra boda? Então vamos ver se fico com ela

    ResponderEliminar
  16. oh, não cheguei a tempo :(

    ResponderEliminar
  17. Eu queria aparelhómetro mas já alguém pediu.

    Aparelhómetro faz-me lembrar uma coisa desengonçada, assim tipo eu ;)

    ResponderEliminar
  18. Já foi tudo escolhido, não é justo! Portanto, se não colocares aqui mais treze palavras eu sou capaz de cometer uma loucura e tu vais sentir-te culpado para o resto da tua vida! É isso que queres, é?
    Choraminguei muito?

    ResponderEliminar
  19. Já está a cozinhar esta versão marota. A malta que ficou de fora terá que achincalhar os participantes mais rápidos, acusando-os de não terem vida pessoal e serem uns trastes da pior espécie.

    A grande probabilidade é que não estejam a dizer mais do que a verdade. Mas isso também vos pode obrigar a reflectir sobre a vossa própria existência.

    Pensem nisso.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.