3.3.10

Sou avariado, mas gosto de concertos

Querem histórias? Eu dou-vos.


11 de Julho, 1993.

Estádio de Alvalade.



Por obra e graça da sua irmã mais velha, um Mak bastante mais jovem, mas já razoavelmente mau, vê-se na posse de bilhete para o concerto de Depeche em Alvalade.
Embora já percebesse a relevância de falar de si mesmo na terceira pessoa, Mak não atinge a total profundidade das letras e devoção em volta dos DM. Mas, gosta do ritmo e acha que o vocalista, apesar de abusar obviamente da fruta, até tem pinta (depois de saber que o homem já esteve clinicamente morto por dois minutos, Mak rejubilou duplamente).
E, no meio da maralha, sem sequer ter idade para comprar álcool legalmente, Mak apercebe-se que há um ambiente diferente num concerto, que nem a estereofonia lá de casa, nem a cacofonia proveniente da sua irmã conseguem alcançar.
E Mak gosta. E Mak pula, incomodando algumas pessoas, pois já era assim para o altito, facto que utiliza sobremaneira para entrar em salões de jogos, passando por mais velho.
E Mak sai de Alvalade para sempre fã de DM e com um intenso cheiro a sovaco. Esse, não seria eterno.
Mas, Mak sai também com a certeza que vai ver muitos concertos na sua vida. E que usará muitas vezes mais a terceira pessoa para falar de si mesmo.

PS – O primeiro concerto causou tal impacto na sensível moleirinha de Mak que este se recusou a ver posteriormente DM em concerto, para que as imagens gravadas na parca massa cinzenta permaneçam para sempre iguais.

8 comentários:

  1. DM são, sem dúvida, alguma coisa.
    Bom, muito bom.
    Nunca tive o prazer de assistir a um concerto, no entanto.
    Um dia, um dia...!

    Mantenha-se os socavos lavadinhos, o resto são balelas.
    lol

    Beijo :)


    P.S.: BIDES - palavra que me foi pedida na 'verificação de palavras' - claro que isto só tem piada se ela for lida com a acentuação no 'e'
    LOOOL

    ResponderEliminar
  2. Gosto do facto de não teres voltado a ver DM para guardar sempre aquelas recordações.
    A palavra que me calhou foi VENINLA. Achei completamente despropositado pôr isto aqui. =D

    ResponderEliminar
  3. Acho que estas verificações de palavras têm alguma história tenebrosa por detrás...

    A palavra que me calhou agora: lickit - leia-se lick it

    Eu disse, algo de estranho se passa.
    Alguém deveria investigar a fundo...

    ResponderEliminar
  4. Fiquei muito confusa com estes post's alguêm me explica !? ;)
    Desta vez não foi o MAK !

    ResponderEliminar
  5. Foi desde a altura que ficaste a cheirar a sovaco que ouve uma qualquer reacção química e causou esse perturbação mental,? :)

    ResponderEliminar
  6. E não é que o Mak tem bom gosto? D.M rules:-) Bj

    ResponderEliminar
  7. Vamos por pontos:

    A verificação de palavras por aqui é sempre o resultado do meu jogo de Scrabble na semana anterior. E, acreditem, eu faço muita batota.

    É bem provável que tenha sido o Mak a escrever tudo. Apesar de falar de si na 3a pessoa.

    E mais, na minha existência, o sovaco tem um papel periférico no desenrolar dos devaneios mentais que para aqui vão. Mas, de quando em vez, lá é mais participativo.

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que o Mak tem uma dívida eterna para com a sua irmã, que teve um gesto muito inteligente e tudo mais, quando achou que DM devia ser o seu primeiro concerto. Eles são bons, e em palco são ainda melhores.

    (Parece que isto agora virou moda aqui dizer o que sai na verificação de palavras, não é? A mim calhou-me "diseentes")

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.