29.3.10

GPS a dois

Virou-se, sorriu e disse algo meio suspirado:

- Às vezes gostava que me deixasses ser o teu GPS.

Ouvindo isso, devolveu o sorriso e acrescentou-lhe em tom adocicado:

- Para me poderes guiar em segurança pelos caminhos e vielas da vida?

O olhar levantou-se. Nos jogos de palavras, nem todas as regras vêm escritas na caixa.

- Não. Para ouvires atentamente o que te digo e depois fazeres as coisas como te peço sem refilar.

7 comentários:

  1. A resposta south park logo: como é que se pode confiar numa coisa que anda a sangrar 5 dias e não morre?!

    ResponderEliminar
  2. Nenhuma gaja com neurónios e mais de 21 anos deixaria que a sua vida fosse conduzida por becos e vielas por um gajo, nenhuma. Não estou a ser feminista, a razão é que vocês, em vielas demasiado apertadas têm a tendência de acelerar e acabam espetados num muro. Just that:)

    ResponderEliminar
  3. Ninguém disse que a frase foi proferida por uma gaja.
    Mas se o estereótipo serve...

    ResponderEliminar
  4. Curiosamente, este pequeno excerto tirado da minha cabeça não tem definido, como diz uma besta qualquer, o género feminino/masculino.

    Era mesmo para deixar a interpretação livre ;), que eu sou um gajo liberal e quero que as pessoas se estampem ao volante, independentemente do sexo, religião ou situação militar.

    :D

    ResponderEliminar
  5. loooooooooooooooooooooool

    Estava a ver que estava a ser fófinho a mais!

    ResponderEliminar
  6. claramente uma pessoa inteligente ^^

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.