5.2.10

A menina dança?


Música e dança, haverá melhor mistura? Não tendo resposta segura para tal questão, resolvi acrescentar álcool.

Epá, eu não enjoo em movimento, mesmo que tenha um problema nos braços. Espera lá, não é um problema, é uma donzela e sorri para alguém. Deve ser para mim, pelo menos sou eu que a estou a agarrar enquanto dançamos. Dançamos? Sim, deve ter sido essa a minha resposta, senão isto não faz sentido e eu estaria sentado.

Eu danço? Oh, se danço, enquanto passa por mim o Gabriel Alves, dançando um magnífico tango emparelhado com a Charlize.
Theron boas razões para isso digo eu, não resistindo a uma piada em movimento.

“Altossddseenr e párnejeej o bailenazzz!!” A expressão não sai tão bem quando gritamos com uma rosa na boca. O baile pára, Gabriel comenta a beleza da força do baile versus o baile da força. Já eu não comento nada, estou à rasca a tirar espinhos de rosa das beiças. A fazer beicinho está a Charlize, o Gabriel deixa-a fora de jogo com uma entrada mais dura, creio beringelas com vinagrete.

A bater o pé o meu par é ímpar. As socas ajudam, mas não lhe consigo ver a cara. Talvez por ter 35 cms a menos que eu e estar a limpar as lágrimas à minha camisa de folhos.
Desculpem, deve haver aqui alguma falha em relação aos folhos. Eu não uso disso.

Trazem-me outra camisa. É de forças.

Finalmente vejo a cara ao meu par, acho eu que é a cara. Ou tem dos bigodes mais deslumbrantes que conheci até hoje ou o cabelo escadeado não lhe fica bem.
É uma Madre Teresa por me aturar.
Suspeito que anda a ser Madre Teresa com outros nas minhas costas. Só lhe desculpo porque é efectivamente a Madre Teresa.

Começa a cantar-me uma música ao ouvido e diz que quer viver comigo em Ibiza. Suspeito que andou a ler o meu blog.
Tenho comichão na orelha, mas com a camisa de forças não me dá jeito coçar.
Resolvo acordar.
Abro os olhos, tudo parece anormal. Sinal de que já acordei.
Cuspo um espinho da boca que é para não me armar em esperto.

12 comentários:

  1. Vou me dar ao luxo de dizer, depois de seguir o teu cantinho há ja uns tempos, que és um homem estranho. Se é elogio ou crítica, está ainda por definir! Espero que mo permitas.

    ResponderEliminar
  2. Totalmente legítima essa opinião :)

    Enquanto me tentarem "descobrir", descubro-me eu também.

    ResponderEliminar
  3. :) estava a ler os comentários...
    estranho...estranhamente interessante.
    Gostei...o teu mundo dos sonhos é bizarro :)

    ResponderEliminar
  4. Fosse eu uma aspirante de meia tigela de Freud e dirte-ia que te falta alguma coisa anos braços, um bater par no chão, não sendo, aceito a dança, o alcóol mas não me leves para Ibiza...

    ResponderEliminar
  5. Já não vão mais granizados para a mesa do canto!

    ResponderEliminar
  6. Não és estranho, tens é uma imaginação muito fértil! ;)

    ResponderEliminar
  7. Um espinho duro de roer... logo pela manhã.

    ResponderEliminar
  8. Até a sonhar és divertido Mau!

    ResponderEliminar
  9. É engraçado ESTE sonhar!
    AP

    ResponderEliminar
  10. E isso foi no Estádio da Luz ou em Alvalade?

    ResponderEliminar
  11. Muito bom esse sonho só gostava de ouvir o comentário que Freud lhe faria...
    Rita

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.