15.1.10

Mas tu lês o que escreves ou escreves o que lês?

Houve alguém que se lembrou de estabelecer que quem gosta de escrever, por norma gosta de ler. Big deal, isso apenas vem confirmar que boa parte dos escritores são uns narcisistas de primeira que gostam é de ler aquilo que debitam enquanto dão palmadinhas nas próprias costas.
Desde já quebro esse mito, se há pessoa que não gosta de ler aquilo que escreve sou eu, essencialmente porque quando o faço chego a ficar com inveja de mim próprio e do misto de parvoíce, genialidade e modéstia que emana da minha mente. Além disso, não me quero sujeitar a encontrar comentários meus a gozar com os meus próprios textos, que eu sei bem como são os tipos que têm a mania que são engraçadinhos. Nem que seja por ser um deles.

Assim sendo, entretenho-me a ler livros de outras pessos, primeiro porque gosto de conhecer pessoalmente os artigos que decoram as minhas estantes e, em segundo lugar, porque tenho uns quantos volumes daquelas edições tipo 1001 coisas (Livros, Filmes, Discos, Receitas do Chefe Silva) para ver antes de Morrer e agora, apesar de ainda estar na flor da idade, sinto muita pressão nos ombros, especialmente no que ao Chefe Silva diz respeito.

Neste momento, dois volumes em análise. Um deles sobre algo que muito possivelmente não sei se tenho, outro sobre algo de grande valor para quem o sabe utilizar. Para não me envergonhar, obviamente não vou dizer mais que isto.




Nota mais ou menos séria: Para quem aprecia humor (e para cá vir tenho a ligeira impressão que ainda são uns quantos), a Antologia é uma bela porta de entrada para a obra de alguns autores portugueses que, na melhor das hipóteses, muita gente conhece apenas superficialmente.

Nota menos séria: O do cérebro também é muito interessante, especialmente para quem só o conhece/utiliza muito superficialmente.

6 comentários:

  1. Epá...

    O primeiro... a julgar pelo título, parece-me muito ficcionado, por isso, passo.

    O segundo, é para que versão? Já inclui o service pack 4?

    ResponderEliminar
  2. Tens a 1ª edição da Teleculinária para a troca?

    ResponderEliminar
  3. eu uso o cérebro muito superficialmente, pelo que tens em mim um leitor particularmente fiel...;-)

    ResponderEliminar
  4. Ahahah...
    Tens mesmo os volumes do mestre cuzinheiro? Podemos negociar?
    Tenho obras do Além e Romances Femininos de 1960, até a celebre Crónica Feminina....
    Fantástico como sempre.
    Ana Pereira

    ResponderEliminar
  5. Se algumas pessoas viessem equipadas com cérebro seriam realmente perigosas :-)

    ResponderEliminar
  6. @ Outra Besta - Vai lá reler a Teleculinária, que esta 6a feira podes precisar disso.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.