19.11.09

A noite de todos os bolos

A noite serve para muitas coisas e não é difícil imaginar que há até quem possa dizer que serve para dormir. Numa política bastante compreensiva, defendo que cada um deve fazer da noite o que quiser, desde que não more no apartamento acima ou abaixo do meu ou aprecie tocar pandeireta noite fora pelas ruas de determinada zona lisboeta. Mas, tirando isso, acredito que quem gosta de dar os seus giros nocturnos já deve ter feito o que vou mencionar a seguir:

Ir aos bolos.

Depois de já ter perdido grande parte da audiência bulímica deste blog, à qual se juntaram aqueles que só comem sobremesas de garfo e faca e nomenclatura blasé, resta-me divagar sobre a matéria junto dos esfaimados do costume.
Tal como se diz que na praia a bola de berlim sabe melhor, os bolos à noite são como certas mulheres maquilhadas - ganham outro encanto. Um croissant com chocolate engata-nos com mais facilidade, um pão com chouriço seduz-nos com o seu calor e um pastel de nata...bem um pastel de nata é sempre uma boa desculpa para quem não quer ir para casa sozinho.

Quem tempera a noite com uma boa ida aos bolos nunca pode dizer que tudo correu mal. E, se tudo correu bem, então só pode dizer que correu mal se for bipolar e, nesse caso, tanto come um bolo como uma pedra da calçada.

E, porque não quero que saiam sempre daqui com uma sensação de vazio, deixo-vos uma dica. Nesta imagem, atrás da carrinha branca, está um sítio recheado de bolinhos simpáticos, que conheço desde os meus tempos de petiz (bónus) nativo da região. Abre relativamente cedo (tipo 22h) e os únicos bichos que lá tenho visto estão do lado de fora do estabelecimento, com o atractivo adicional de ter regularmente fornadas quentinhas a sair. Além do mais, fica perto do Pestana Palace e se forem apanhados por alguns amigos chiques com um embrulho na mão, sempre podem dizer que levam petit gateaux oferecidos pelo vosso chef favorito.

Para além disto tudo, se gostam de uma boa corrida nocturna, façam como eu e vão acompanhados por gente que não se contenta com menos de 8 croissants e 12 merendas para levar para casa (sim, eu sei que vocês lêem isto). Aí, a rapidez de pernas pode ser a diferença entre o bolo dos vossos sonhos ir convosco ou de mão dada com um amigo vosso.

E, só de pensar nisto, já sinto arrepios no estômago.

17 comentários:

  1. Gostei!!!
    Um tema pertinente (eu é mais bolos, sobremesas blasé não são comigo!) e gosto sobretudo do recurso ao street view do Google maps.

    Há bolas de Berlim com creme?

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Confirmo as bolas, não confirmo o folhado de salsicha, por falta de experimentação.

    Por falar em blasé e em salsicha, posso dizer que recentemente tive a oportunidade de ver no catering de um evento uma inovação - um mini-croissant com uma salsicha...

    ResponderEliminar
  4. Conheço...
    Tanta vez que ai fui comer o bolo da prache...
    Ai que saudades do tempo de faculdade, morava ai bem pertinho...

    ResponderEliminar
  5. Bonito serviço...
    A partilhar este local com o rseto do mundo...
    Ai de ti que da próxima vez não tenha as minhas merendas!
    Começo logo a minha carreira de pandeiretista numa certa zona de Lisboa!

    ResponderEliminar
  6. Epá, esperei mais de 20 anos até divulgar o segredo no blog, por isso, com o devido respeito, não reclame sua Besta.

    Tudo bem que há 20 anos não haviam blogs, o que era porreiro, porque sobrava mais tempo para comer bolos. Mas pronto...

    ResponderEliminar
  7. Depois um gajo chega a casa e desata a puxar pelo grego, fica sempre a duvida se foi do bolo ou das 32 cervejas.

    Eu cá nunca faço misturas. Ou como, ou bebo.

    ResponderEliminar
  8. Em jeito de justificação pelo ar "passado a ferro" fica sempre melhor dizer que foi por causa de um bolo, do que por consumo abusivo do álcool ;)

    ResponderEliminar
  9. Isto ficava bem, bem, era com uma moradinha, ou umas coordenadas de GPS...;)

    ResponderEliminar
  10. Epá, com Google Street Viewer, pensei que era fácil.

    E, fica mesmo a 5mins do Pestana Palace. Pensei que para o pessoal de craveira que frequenta aqui o estaminé fosse suficiente

    ResponderEliminar
  11. E prepara-te que amanhã a encomenda é de 18 croissants, 22 merendas 15 pães com chouriço e 2 tabuleiros de pasteis de nata. Começa a correr!

    ResponderEliminar
  12. Para mim, não há como os bolos da Praça do Chile - sempre quentinhos, baratos, também há pão com chouriço, e ainda vendem bebidas de lata e leite com chocolate Ucal (em cima de 32 cervejas, digam lá se não ia?)

    ResponderEliminar
  13. Isso... Praça do Chile. Ai que saudades!!!!!

    ResponderEliminar
  14. Ahahahaha

    Para além de um post engraçado...
    Eis que encontro aqui uns comentários divertidos.

    AP

    ResponderEliminar
  15. Bolos ao lado da faculdade de agronomia. Done that!
    Muitas e muitas x.
    Já lá encontrei muitos artistas ;)
    Y

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.