4.11.09

Face Inculta

Parece que o tema do dia para fazer face à Gripe A, tem também título sonante com pinta de nome de bar de alterne - o processo "Face Oculta". No entanto, este tipo de nomes já não me faz confusão, insensibilizado que estou depois de anos de operações Natal, Páscoa ou Ano Novo com nomes oriundos das mentes mais criativas dentro da Brigada de Trânsito.

Faz-me mais confusão o porquê do nome. Sim, porque a corrupção afecta muitos mais milhões (de Euros, principalmente) do que a pobre da Gripe A. Há toda uma camada de gestores/malta gordurosa de topo que, de empresa em empresa, algumas delas no âmbito do Estado, tem enchido a mula que de tão carregada já deve ter graves problemas cervicais.

E isto da Face Oculta faz-me pensar, algo que só a fome, a falta de dinheiro e outras necessidades básicas costumam provocar em mim. Será que isto da Face Oculta quer dizer que nunca vamos conhecer a cara destas sanguessugas todas? Será que isto tem a ver com o facto de isto ser só um bocadinho do podre total e que são só migalhas para contentar o povo? Será que Octávio Machado sabe do que eu estou a falar?

O problema destas Faces Ocultas é que cheiram sempre a esturro e ou nunca se chega a lado nenhum ou há dois ou três testas de ferro que levam com as culpas e depois começa novo banquete.
Preferia que em vez de mega processos mediáticos, houvessem processos eficazes, que se soubessem onde começam e onde acabam. Mas pronto, sempre me posso ir entretendo com a Gripe A, que pelo menos é mais higiénica e já deu origem a grandes mudanças em Portugal. Nunca se viu tanta gente a lavar as mãos como agora, digam lá que não é progresso.

1 comentário:

  1. Sempre quis saber onde é que foram buscar a expressão testa de ferro...;)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.