15.10.09

Era um actor melhorzinho FlashFavor


É a nova série do momento, é a razão porque muitas famílias ainda se sentam juntas no sofá e as séries continuam a ser uma meca televisiva. Falo, claro está, do Flash Forward. Aliás, não me estou a excluir do bando e depois de ter visto parte dos dois primeiros episódios em Londres, resolvi continuar a ver o que sai dali, através do AXN.

O argumento é interessante, pela sua abordagem, uma vez que o tom apocalíptico-ai ai ai que isto vai dar molho ou se calhar já deu e nós é que não sabemos, não é propriamente novidade. O interessante, para mim, é ver como se explora a vertente de toda a gente saber algo sobre o seu futuro e como isso se encaixa nas relações de uns com os outros, quer nesse mesmo futuro, quer no presente. É tipo já sabermos todos o que vamos ganhar de prenda no Natal e ver como vamos tratar quem nos deu um aftershave manhoso ou saber porque é que a Tia Clarinda nos vai cuspir no cálice de Vinho do Porto, se nós até gostamos tanto dela.

Essa parte é porreira e recomenda-se. E isto ainda vai no início, o que significa que há uma larga margem para dizer mal, caso seja necessário. Mas, porque não é preciso grande futurismo para constatar o que vou dizer a seguir, fica já aqui mais uma opinião:

O Joseph Fiennes é lastro. Embora o apelido seja um valor acrescentado em termos de mais valia cinematográfica, sem um Ralph antes a coisa fica mais fina. O Fiennes júnior nunca me convenceu, nem sequer nos tempos em que andava a fazer a festa com "A Paixão de Shakespeare"
Como o tempo passou e não tenho levado grandes banhos de Joseph, dei-lhe uma folga quando o vi a aparecer no ecrã a fazer de polícia durão mas sensível, ex-alcóolico e amante de sevilhanas (há aqui uma parte para despistar).

Mas não, ao fim de dois episódios já vi um bom futuro para o Joseph. E não passa pelo mundo do cinema. O tipo, atributos físicos à parte, é pouco profundo, muito pouco convincente e não me consegue envolver minimamente naquilo que o seu personagem deveria transparecer. Tal como o Ronaldo, não sei onde ele vai estar daqui a uns tempos, mas certamente não será a impressionar-me.

Sendo o personagem central do Flash Forward, temo que no futuro desta série haja uma altura em que o Joseph lhe vai fazer mal. Deixa lá ver se ela consegue superar isso.

1 comentário:

  1. Até estou solidária contigo no que toca à série, continuo a querer saber o que vai sair dali. Mas o Fiennes vai impressionar-me até ao fim, ah vai.

    (Já te disse que tens muito jeitinho para títulos?)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.