31.8.09

Pregar surtos à malta


Já me despedi de praticamente toda a gente que conheço. Aproveito agora para fazer o mesmo em relação aos três leitores que também ainda não sucumbiram à pestilência.
A contagem não deixa enganar, todos os dias aumenta na televisão e raras são as vezes em que se ouve falar de gente curada.

Malvada gripe, que todos os dias levas mais gente com os porcos.

Eu não quero não ter gripe. Já me sinto um cidadão de segunda. “O quê, só tens gripe normal? Isso é tão retro-viral”.

No meu estaminé profissional houve uma moça que teve de ficar em casa, porque se suspeitava que tivesse gripe A. Falava-se dela com orgulho, “É a nossa primeira”, “Ah mulher de raça, ali sempre a dar-lhe na Gripe A” ou “Estive com ela na 2a feira, quem sabe serei eu a brilhar a seguir”.
Toca de rezar a São Tamiflu, mas parece que afinal a moça não teve Gripe A. Que era uma vergonha, que as mulheres nos enganam com facilidade, que tinham sido só desculpas e que agora não podíamos usado as 30 piadas que já tínhamos guardado para fazer quando encontrássemos no corredor. No tempo da Peste Negra é que era, agora andam a brincar com a malta.
A Gripe A está realmente a afectar os portugueses. Mas os efeitos mais graves têm sido na cabeça e não nas vias respiratórias.

Confesso que já tenho o ar condicionado aqui do burgo em 25 Graus negativos, estou a despejar água gelada nas costas há uma semana e abraço com sofreguidão todas as pessoas que vejo a espirrar. Não há forma da temida Gripe A me bater à porta, nem ao menos acenar da janela.

É triste admitir, mas sou saudável.

Thompson Twins, Doctor Doctor

2 comentários:

  1. Estou pior que tu...nem um amigo com gripe A tenho...nada...bem tento apanhar alguma coisita nos estádios portugueses mas aquilo é impossível...800 espectadores, 3 mil...
    No entanto, já descobri a que hora trocam os seguranças do hospital sao joao de turno e ou é de mim ou não demoro muito a brilhar...

    http://maildeumlouco.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. é fazer como eu e passar o fim de semana todo no metro, a agarrar os varões todos, a ver se alguma coisa pega...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.