2.7.09

Nollywood here I come

Meus caros, está resolvido. Quem me conhece sabe que, para além de deslumbrar diariamente na minha actividade profissional principal (Cobrador do Fraque), tenho um vasto interesse pela escrita de humor (e não só), assim como pelo guionismo.

Apesar de não pertencer a nenhuma pandilha organizada do ramo (mantenho-me fiel ao Clube do Macramé), interessam-me sempre novos projectos e desafios e, como tal, assim cheguei a Nollywood.
Para quem já pensou “Ó urso, é Hollywood ou Bollywood que queres dizer?”, deixem que aqui o Puff vos elucide – é mesmo Nollywood e refere-se à indústria cinematográfica da Nigéria que, em termos de volume de produção já ultrapassou os americanos e já só tem os indianos pela frente.

Vendo este mercado em clara expansão, não hesitei, sorvi a cultura nigeriana e aquilo que faz mexer o cinema local, bebi um copo de água para desembuchar e deitei mãos à obra. Eis seis pequenas sinopses de múltiplos temas que, pelo que sei, foram muito bem recebidas pelos executivos locais.

Título: O Tubo / The Pipe
Género: Policial
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, lança-se numa investigação para saber quem acendeu o cigarro segundos antes da explosão.

Título: Pelo Tubo / Down the Pipe
Género: Drama
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, mergulha no mundo do gamanço em oleodutos, para tentar saber o que levou o seu irmão a acender um cigarro, segundos antes da explosão.

Título: Rico Tubo / She’s not my Pipe
Género: Comédia
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, lança-se numa série de peripécias para não explicar à família porque acendeu um cigarro segundos antes da explosão.

Título: O Tubo Sentido / The Pipe Sense
Género: Terror / Sobrenatural
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, mergulha no mundo da feitiçaria africana e, com a ajuda do Prof. Bambo, convocam o espírito do irmão para acabarem de fumar o cigarro que tinham começado segundos antes da explosão.

Título: Ao longo do Tubo / Through the Pipe
Género: Romance
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, afoga as mágoas lançando-se num tórrido romance com uma meretriz local que viu, pela primeira vez, a fumar um cigarro segundos antes da explosão.

Título: Tubo / In Tubis
Género: Manoel de Oliveira
Sinopse: Samson, jovem nigeriano, morre numa explosão ao tentar gamar petróleo de um oleoduto local. Seu irmão, Abiodun, não faz nada. Catherine Deneuve passa ao longe, em Sintra.

11 comentários:

  1. Mal posso esperar pela estreia!E pensar que ainda vai no pitch..

    ResponderEliminar
  2. Excellent, Mr. Mak... Excellent!

    ;)

    ResponderEliminar
  3. Agradeço a referência :) Como é óbvio, dependendo do sucesso de bilheteira destas, estão na calha os Almodovares, a ficção científica, os Matrixes e os Stephen Kings, etc.

    Todo um mundo, a partir da Nigéria.

    ResponderEliminar
  4. O mercado cinematográfico em CLARA expansão na Nigéria não é contraditório?

    ResponderEliminar
  5. E vá lá, sempre são filmes politicamente correctos, na medida em que o acto de fumar acaba por ter consequências negativas...

    ResponderEliminar
  6. @ SFF - Se vais começar a ver positivos/negativos vamos pelo mesmo caminho...

    @ AMC - é uma espécie de filme (al) Gore

    ResponderEliminar
  7. Mak - mas num filme Al Gore, o cigarro apagava-se com a subida do nível dos mares, não era?

    ResponderEliminar
  8. lolllllll :D do melhor!!!!

    ResponderEliminar
  9. O género Manoel de Oliveira pelo menos já tem sucesso garantido em França. Tens é de mandar o Ricardo Trêpa para o solário todos dias, até cheirar a churrasco. Dava um belo Samson, dentro da filosofia Oliveira.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.