28.4.09

A vida sexual dos pombos



É certo e sabido que os pombos cagam de alto para a vida das pessoas. Já o fazem há muito tempo e não é exagero dizer que isso faz parte da sua natureza. E não mudam por ninguém, nem sequer pelos idosos que fazem de milho e pão seco bonitos tapetes-refeição ou pelas estátuas que ajudaram a redecorar ao longo dos tempos.

No entanto, já eu não consigo fazer o mesmo em relação aos pombos. Não só porque as leis da física me impedem de tentar proeza semelhante sem a coisa correr mal, como pelo facto que me preocupam certos aspectos na vida deles. Por exemplo, se eu não recomendaria a amigos meus que comessem beatas, também me faz confusão que os pombos as comam à bruta. Ainda por cima estas nem sequer são religiosas.
Mas, acima de tudo, uma vez que há quase tantos pombos em Lisboa como há romenos a pedir nas ruas, há um factor que me intriga sobremaneira – onde raio andam os pombos bebés ou onde raio é que os pombos fazem os ninhos?

Não me lembro de ter visto um pombo júnior, mas eles multiplicam-se em grande. E não me dá ideia que sejam precisas clínicas de fertilidade. Aliás, deve bastar um resto de pastilha e uma poça de água suja para um jantar romântico entre pombos. Depois, bem depois é a história da pomba e da paz, paz, paz.

O certo é que podem ser sujos, estúpidos, odiáveis, transportar doenças, ter pouco critério a escolher locais de refeição e uma forma estranha de deixar a sua marca na vida das pessoas (e na roupa). No entanto, levam a história da vida privada muito a sério e, pelos vistos, protegem bem os filhos. Coisa que muita gente às vezes parece não saber fazer.

10 comentários:

  1. Isso é como os chineses mas ao contrário...

    Capisce?

    ResponderEliminar
  2. Os pombos gostam de destruir plantas para fazer "ninhos" (qualquer ave que se preze faz melhor que aquilo), pelo menos na varanda da minha mãe. Os bichos depois de nascerem crescem que é uma rapidez mas até lá não fazem nenhum o dia todo e são alimentados. Pelo menos é o que parece no vaso da minha mãe.

    ResponderEliminar
  3. Genial!!

    ( sim, é verdade, os pombos só dão ares da sua graça em adultos)

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. hello... hapi blogging... have a nice day! just visiting here....

    ResponderEliminar
  6. Download Forum Poster V3 3.0 at FileAfro.com

    http://www.fileafro.com/view_forum-poster-v3-30.html

    ResponderEliminar
  7. hello... you may submit this blog to my webBlog Directory, keyworddir.info.. have a nice day!

    Keyword Directory

    ResponderEliminar
  8. de uma das janelas do meu trabalho (De frente para o MArquês) acabam de nascer dois...

    ResponderEliminar
  9. Que bonito, os pombinhos e a sua vida sexual...;)

    ResponderEliminar
  10. 1. Os pombos são as ratazanas do ar (opinião).
    2. "Pombinhos" parece que estamos na "sala de estar" de um casamento.

    3. Prefiro a vida sexual das focas da antártida, por razões óbvias.

    4. Não tenho visto fotos de pombas grávidas últimamente nas capas das revistas cor-de-rosa ;)

    *
    M

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.