26.2.09

SpamAníbal

Tendo eu resolvido escrever sobre um tema ligeiramente cibernético, pensei que seria adequado encarnar o personagem e fazer passar-me por geek vintage. Sob o risco de morrer sufocado, apertei o colarinho da camisa quase até às orelhas e arranjei uns óculos com uma graduação próxima do telescópio Hubble, Depois de ter passado quinze minutos a teclar na máquina calculadora, vi que o texto não estava grande espiga, mas pelo menos tinha descoberto como é calculado o orçamento de Estado.

Mas, porque o assunto é sério, deixo-me de macacada e passo à vaca fria, sem no entanto ter usado o termómetro no sítio que é habitual para atestar o facto. Recebi ontem via Startracker, uma rede de talento português assim armada ao selectiva, uma mensagem do nosso PR, um tal de Aníbal Cavaco Silva. Eu sei, é chocante, pensam vocês, como é que este gajo está numa rede de talento, quando nem sequer com uma rede de pesca o imaginamos a fazer boa figura. Passo a explicar, gajos como eu em redes como aquelas servem apenas para provar que todos os sistemas são falíveis e uma ovelha negra de recursos safa-se sempre.

Mas, voltando ao tio Aníbal. Primeiro que tudo, eu pensei que isto apesar da minha presença era selectivo. Pelos vistos qualquer gajo da Função Pública lá põe os pés e isso nunca é um bom princípio. Segundo, como podem ver na imagem, as palavras: Empreendorismo e Diáspora são usadas no subject da mensagem. Como é que isto passa no meu filtro de spam é que eu não percebo, pois certamente estas palavrinhas deviam estar activadas nesta rede, tal como “Enlarge your talented penis”.

Analisando mais profundamente a mensagem, basicamente o Aníbal quer convencer-nos a participar e a divulgar um prémio, disfarçando a coisa com palavreado caro, que deve com certeza ter sido pago pelos nossos impostos. Do que é que isto difere de um mail do Sr. Ahmed Zogo que nos quer dizer que ganhou um prémio e quer partilhá-lo connosco ou que vencemos a lotaria do Burundi? Muito pouco, tirando que o Ahmed ganha credibilidade ao, sabiamente, optar por não colocar uma foto sua nas mensagens que envia.

A parte final também é interessante: “Can you help Aníbal?”, “Contact Aníbal directly sending him a private message”. Em relação à primeira, para além da ironia de nós é que estarmos a safar o tipo que é o cabeça de cartaz em Portugal, pensei que tinha ficado bem definido há já algum tempo que eu ao Aníbal só ajudo a levar as malas até ao aeroporto caso decida emigrar. No que toca à segunda, o Aníbal manda para toda a gente e nem sequer personaliza a mensagem, do género “Epá Mak tu é que eras um gajo valente para motivar a malta valente da Diáspora a não esconder que afinal até são de Portugal”, mas depois quer batatinhas em privado? Ele que vá mas é para o Orkut sensibilizar moças desinibidas.

O que é giro é que parece que isto da Presidência afinal dá pouco que fazer. Eu pensei que entre recepções, visitas de Estado e o jogo da malha sobrava pouco tempo, mas pelos vistos dá para Facebook, Twitter, Startracker e ninguém me convence que aquela ruiva boazona do Second Life não era ele.
Ah e tal, tem nas mãos o destino da nação. Pelo que se vê ultimamente, acho que já está é a dar o Portugal real como perdido e a afogar as mágoas no virtual. E quem se lixa somos nós, que já tíhamos chegado cá primeiro...

10 comentários:

  1. Essa rede do Startracker está mesmo pouco selectiva! É que, além do teu talento, também contam com o meu!!!... o que faz com que o amigo Aníbal também me tenha escrito!!!!!

    E eu fiquei pasma!... mas não é a primeira vez. O Aníbal tem imenso tempo, e de vez em quando faz uso dessas palavras caras e manda umas mensagens à malta!!!!

    "Can you help Aníbal?", oh pá! Dá lá uma mãozinha ao homem! ehehehe

    Beijinhos,
    T

    ResponderEliminar
  2. pronto. eu ia mostrar todo o meu talento ao escrever justamente sobre isso mas chegaste-te à frente.

    mas ainda bem.
    Anyway - I can't help anibal.

    ResponderEliminar
  3. Se o Obama estava em todas as redes sociais da net porque é que o Anibal não havia de estar? O país é mais pequeno, há bem menos que fazer e do que há só se faz metade.

    ResponderEliminar
  4. A diferença será talvez, um foi lá parar por interesse expresso na matéria e conhecimento de como as coisas funcionam. No caso do Aníbal, creio que isso acontece em modo arrastamento, porque é moderno e tem pouco de natural. Ou alguém crê que o nosso PR seja um cibernauta nato e homem dado ao surfing virtual (a trepar coqueiros ainda vá q n vá)...

    ResponderEliminar
  5. Aquilo também é a foto de perfil dele?

    Pff... Exibicionista.

    ResponderEliminar
  6. Tu Mak, no Startracker?? Que desgosto! Vai levar tempo até eu me refazer desta notícia...Eu que pensava que a rede de talento era para jovens desinteressantes, de fato cinzento, cheios de MBA's, e que pensam que o the ultimate enternainment é falar do dow jones em jantares na Portugália...

    ResponderEliminar
  7. Eu quase que sou tipo Deus e estou em todo o lado, mas primo por locais de parco interesse.

    ResponderEliminar
  8. Deus está em todo o lado!
    Sede de Poder!
    Também vale para ti MAK

    ResponderEliminar
  9. Bem me parecia que não respondias...lol quando se toca no grande P de qualquer homem ....

    ResponderEliminar
  10. Não confundir omnipresença com omnipotência, creio que são precisas pilhas diferentes para isso.

    Para além disso, a única sede que conheço bem, é a da sociedade recreativa do meu bairro. Mas, é bom ver que velam por mim...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.