29.1.09

Roda e NRolla


Aproveitei o bom tempo da noite passada para fazer o que qualquer pessoa (a)normal faria – ir ao cinema. Para complementar essa decisão, nada melhor que ir estrear um cinema que abriu na zona há menos de duas semanas. Pena que haja gente a trabalhar nesse cinema que ainda não se apercebeu que aquilo já está mesmo a funcionar. Deve ser por isso que as sessões ainda têm um cariz algo experimental, com um ou dois cortes pelo meio do filme, uma senhora a abrir a porta da sala avisando que é para ir para intervalo de 10 minutos, enquanto pergunta no intercomunicador se deixa a porta aberta ou se tem que estar de plantão à espera que as pessoas voltem.

Mas pronto, deixemo-nos de fitas e passemos à fita em questão. RocknRolla do ex da Madonna, o tio Guy Ritchie (não, não é do tio do Sócrates). Confesso que não ia a pensar ver o filme da minha vida e, feitas as contas, trata-se de entretenimento e não filosofia em película. Tendo já visto os dois anteriores do senhor, que se inserem na mesma categoria “Lock, Stock and Two Smoking Barrels” e “Snatch” com o cigano do Brad Pitt, esperava algo mais.

É que, enre rotação de personagens e ajustes de guiões, parece-me que o filme é sempre o mesmo. É engraçado para quem não viu os outros, fica-se sempre à espera de algo que não surge caso já conheças o historial. Que o Guy goste de gangsters, de twists e de mafiosos russos, não há problema. Mas, num universo tão rico, continuar a fazer sempre o mesmo filme, com diferenças apenas superficiais e orçamentais?
Epá, sendo assim, que o Senhor nos proteja de que o artista chegue à idade do vetusto Manoel de Oliveira. 122 Filmes de gansters modernos que curtem gamar-se uns aos outros parece-me algo um niquinho exagerado.

Blackstrobes - I'm a man

8 comentários:

  1. Devias ter ido ver o Vicky Cristina Barcelona.
    Ao menos rias-te um pouco com a Penelope Cruz.

    Bj

    ResponderEliminar
  2. Eu por acaso ontem fiz o mesmo, mas fui ver o Changeling.

    (já agora, no twitter tiago_ana sou eu e a cara metade)

    ResponderEliminar
  3. Mak, agora é que me baralhaste...não és/vives de/em Lisboa? Esse filme não está em exibição em Lisboa, curioso...

    ResponderEliminar
  4. Estava, não te esqueças que o cartaz muda às 5as...

    ResponderEliminar
  5. ahhhh...tanto trabalho de investigação para isto!...

    ResponderEliminar
  6. Já somos dois com a mesma opinião, que o filme é sempre o mesmo e que este ainda por cima é bem pior que os outros...;)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.