8.8.08

Plágio, sinto-me plágio

Evitando dissecar temas que envolvam as palavras BES, Campolide, reféns e assaltos a dependências bancárias que NÃO lidam com dinheiro vivo, aproveito a ocasião para mostrar que sou um tipo tão atento como os malogrados assaltantes.

Descobri, por mero acaso, que uns dizeres concebidos neste espaço foram alvo do chamado copy-paste integral (mais saudável copy-paste normal e com mais fibras) num fórum online, por parte de alguém muito parecido comigo, pelo menos no que toca à falta de bases morais. Contudo, a novidade aqui é o facto de eu ter sabido ontem, visto que a coisa já se deu vai para perto de dois anos. E, devido a isso, levantaram-se em mim sentimentos dúbios. Depois de os ter mandado sentar, pensei um pouco no assunto e cheguei às seguintes conclusões:

- É bom poder utilizar a palavra plágio várias vezes. Não só porque não é minha, como pela sua maleabilidade em frases como “Aprendi a nadar porque tinha medo de ser vítima de um plágio em alto mar” ou “Fiz um plágio de três meses numa empresa lá ao pé de casa”.
- É interessante ver que há pessoas que gostam de viver perigosamente e assumir como suas palavras de indivíduos algo suspeitos. Por exemplo, a mim não me apanham a plagiar o Papa.
- É surpreendente que, para além do autor do dito cujo, houvesse nesse fórum outra pessoa que conhecia este pasquim e daí o artista ter sido confrontado. Quer dizer que, possivelmente, neste momento já é possível fazer um jogo de sueca entre leitores do blog.
- É lamentável que só tenha descoberto plágios em fóruns com o nome “Sexo na banheira”. Almejava algo mais respeitável, como por exemplo o “Fórum dos Onanistas profissionais”ou no “Fórum de Flatulência Desportiva”. Há que continuar a tentar.

O facto é que devo ter ficado perturbado (um pouco acima dos níveis normais). Só assim explico a semelhança entre o meu título e o de uma letra de um tipo que aprecio tanto como a Peste Negra.

Copycat Sounds – FR David, Words (don’t come easy)

6 comentários:

  1. Este post parece a continuação do filme que vi ontem "Get Smart", é só rir.

    PS1 - não achas honroso que copiem o que escreves? eheheh.
    PS2 - tb não gosto desse artista, é tão chatinho...

    ResponderEliminar
  2. deve ter sido um miúdo do liceu que andou a dar a Reconquista e só pensa em Pelágio. daí ao plágio é um pulinho. antes isso que andar praí a matar marroquinas à catanada

    ResponderEliminar
  3. E não podes plagiar o link do fórum em causa, para podermos ir lá espreitar qual dos teus maravilhosos escritos é que foi plagiado? É que há tantos por onde escolher...;)

    ResponderEliminar
  4. Mais do que honroso, acho honroroso, uma mistura entre honra e horror.

    O texto foi este - http://obomomaueovilao.blogspot.com/2006/09/o-espantoso-mundo-das-relaes-sociais.html

    As saudades que eu tenho de ser dois anos mais novo, apesar de continuar a escrever textos tão desprezíveis como esse. Pena que eu goste...

    ResponderEliminar
  5. Bah, cortou o link creio eu, mas é de Setembro de 2006, está ali no arquivo dos horrores.

    ResponderEliminar
  6. Processo para cima dele! Pimba!

    AR

    www.antonioraminhos.blogspot.com

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.