28.8.08

O meu Portugal dava um filme

O nosso país tem uma estranha forma de ser, como já dizia a outra senhora. Apesar disso, ainda quero acreditar que noutros países também possam existir fenómenos estranhos semelhantes aos nossos, excluindo obviamente o Fernando Mendes do Preço Certo.
No entanto, todos os dias surgem histórias que não deixam de pensar que a “5a Dimensão” tem uma sucursal em Portugal e que podíamos produzir caixas de DVD's com os melhores episódios. Senão vejamos três exemplos:

- A Justiça está mais pobre – É certo e sabido que o processo judicial em portugal é assim para o pobrezinho e sobrevive com muitas dificuldades. Não era preciso vir um grupo de facínoras (termo também usado esta semana para comentar ténis no Eurosport) e levar para casa a Caixa Multibanco que está DENTRO do tribunal de Cascais, essa zona de alto risco.

- O culto da violência – Ao que parece, a violência doméstica tem aumentado entre licenciados (refira-se que também há mais homens a sentir os efeitos na pele). Isto significa que, para além do desemprego, quem é licenciado enfrenta agora uma forte probabilidade de enfardar porrada como sobremesa num serão a dois. Ao que parece, massa bruta e massa cinzenta afinal podem ser sínónimos.

- Wordjacking – Ninguém resiste a uma moda verbal. Por isso, quando um termo pega, pega de estaca até que surja outro mais apelativo e mais na berra, seja no domínio do calão ou na linguagem corrente. Daí que actualmente já não se assaltem viaturas, mas se faça carjacking ou que grande parte da malta jovem utilize a expressão LOL na escrita, mas não saiba sequer o que quer dizer cada uma das letras, preferindo a resposta simplista “Ah, isso é risos”

Bem, tenho que ir fazer o almoço, porque não há maneira de conseguir abrir a caixa e se ele não está pronto quando a madame chegar a casa levo no trombil com a moldura do canudo. E ir fazer um carjacking no parque com a cara num bolo não é vida para ninguém.

Vampire Weekend, The kids don’t stand a chance

1 comentário:

  1. bom, se perguntares ROTFLainda pensam que estás a tentar ladrar...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.