10.7.08

It's Alive, it's Alive

Perdoem-me a escassez de palavras, mas estou em economia de esforços para a festança de mais logo. Mais ou menos há 10 anos, lá estava eu prestes a baldar-me a um exame de Matemática no dia seguinte para ver estes meninos em Algés. Valeu a pena, com a limitação de haver quem tenha tido a brilhante ideia de que era melhor pô-los antes de Simple Minds...

Uma década mais tarde, o regresso exactamente no mesmo sítio. Eu sei que envelheci com grande categoria, apenas com ligeiros danos colaterais. Quanto a eles vamos ver.




Consta que até há mais umas bandas engraçadas antes. Não é mal pensado, servem de aquecimento.


Revolution sounds like this - Rage Against the Machine

5 comentários:

  1. Muito bom pá! Muito bom!

    AR

    www.antonioraminhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Ainda dizem que os criminosos não voltam ao local do crime. Estou farta de viver neste concelho que está sempre a receber inbairrantes. Tu Mak, andas a abusar, qualquer dia estás feito um menino da linha e a malta da Av. de Roma excomunga-te do Vává!

    ResponderEliminar
  3. E isto não é um bocado chão que já deu uvas? ;)

    ResponderEliminar
  4. o Moyle esteve lá e hoje é o primeiro dia sem dores no pescoço. o melhor concerto em que já esteve (apesar de alguma concorrência apertada).

    ResponderEliminar
  5. Bandas a fazer referências ao Saramago que não seja a Brigada Víctor Jara são raras. Encores começados ao som de coros gravados em russo com a "Internacional Socialista" também.

    Até parece uma reunião de Chés Guevaras do lado cool contestatário do comunismo...

    Quanto a ti cuga, aparece para os lados do Frutalmeidas e ainda acabas feita em pastel de massa tenra...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.