28.7.08

Granda vaca

Antes de mais, peço desculpa pela ausência de conteúdos numa base regular. A verdade é que, tendo como companhia os sete pecados mortais, as férias tornam-se um período complicado para exprimir grandes oratórias além de "Mais uma fresquinha, sa'cha vor", "Sim, sou mesmo o campeão do universo das raquetes de praia" ou "Quem é que tirou o Campingaz da sombra?".

No entanto, nos momentos em que combati com bravura a areia quente para chegar até vós, tive de lidar com todo o tipo de fenómenos estranhos. Começando pela empregada que me atendeu na única refeição saudável que a consciência me obrigou a consumir, para disfarçar toda uma panóplia de erros nutricionais de veraneio. Estranhei um pouco o facto de ser roxa às manchas e ter um badalo, mas com o pessoal de fora que vamos acolhendo no ramo da restauração, creio que tudo é possível.

O talão da conta esclareceu a situação e a sua doçura também.

3 comentários:

  1. Onde estás a passar férias, no Curral da Lagoa em Odemira ou na Vaca Gorda em Silves?

    ResponderEliminar
  2. Ou é filha de um emigrante na Suiça que resolveu dar-lhe o nome antes dominar o idioma... ou é brasileira.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.