14.7.08

As regas da moda

Sou uma pessoa muito atenta a certas coisas e muito distraída em relação a outras quantas. Como tal, por um lado tenho argúcia de detective para pequenos pormenores, como por exemplo evitar referir a uma mulher atraente que tem um botão da blusa desapertado, já que isso não só a iria embaraçar, como iria suscitar questões sobre pelos caminhos percorridos pelo meu olhar e estragar aquilo que parece estar a ser um bom dia para os dois. Por outro lado, muitas vezes não consigo perceber outras coisas que certamente são gritantes aos olhos do comum cidadão.

Este último facto, a par da conversa sobre miúdas e roupa, leva-me à questão da moda. Indivíduo primitivo que sou nessa questão, enquadrando-me no estilo “vestido sem nódoas e buracos”, não estou muito atento ao mundo da passerelle. Talvez por isso me tenha surpreendido ao ver mesmo aqui no centro de Lisboa um cartaz no Monumental Dolce Vita. Não é que não tenha já visto cartazes, tendo até tido a oportunidade de privar com alguns ao longo da minha vida. O que me intrigou no referido cartaz foi a combinação a frase-imagem.

Refere a frase que estamos na presença de uma fashion victim, enquanto a imagem nos mostra uma jovem moderna e divertida prestes a levar com dois regadores na cabeça, que entretanto lhe despejam água na cabeça, um pouco ao estilo dos saudosos concursos “Miss T-shirt Molhada”, assumidas referências de moda, pelo menos na Charneca da Caparica.

Embora, como já referi, não perceba muito do assunto, sempre pensei que ser “fashion victim” significava estar sempre atento a novas referências e comprar tudo o que consta dos cânones da moda. Das duas uma, ou posso anunciar em primeira mão a chegada do regador como acessório de moda, ou há algo que me escapa.
Sinceramente, preferia que fosse a primeira, tenho lá em casa um borrifador que fica a matar com um casaco de Verão que comprei.

Sounds from the catwalk - CSS, Alala

4 comentários:

  1. Já fui fashion victim, uma vez. No outro dia comprei umas calças da moda e entalei o zipper num certo sítio...

    ResponderEliminar
  2. Num dos mamilos?

    ResponderEliminar
  3. Felizmente, o mitra parece ir numa direcção ascendente

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.