3.6.08

Informação Extra-ordinária

Na sequência do post anterior, eis outra prova de que o excesso de informação às vezes resvala rapidamente para o conceito “what the fuck?”.

Chopin afinal morreu de fibrose quística e não de tuberculose.

Não percebo a relevância desta notícia fora do círculo científico, da família de Chopin, da Associação de Pacientes de Fibrose Quística e de gente com tempo a mais, como eu. No entanto, creio que a Associação de Vítimas Célebres da Tuberculose já pediu uma contra análise ao coração do senhor, depois de saber da desfeita.

Clássicos do Som – Chopin, Opus pré-fibrose

7 comentários:

  1. É efectivamente uma grande baixa na equipa dos tuberculosos...

    Onde é que seria a fibrose? É que o senhor Chopin, reza a história, levava o conceito de amor platónico um bocado a sério...

    ResponderEliminar
  2. Finalmente uma música de jeito!

    ResponderEliminar
  3. missdoutora05/06/08, 22:14

    tempus: a fibrose quiatica ataca por todo o lado, especialmente nos pulmões... (daí a cofusao com a tuberculose).
    o estranho é q os doentes morrem todos pelos 29-32 anos... com que idade morreu chopin? hã?

    ResponderEliminar
  4. missdoutora

    O Chopin aguentou-se um pouco mais. Morreu com 39. Deve ter sido o mau feitio que o levou a contrariar a doença...

    ResponderEliminar
  5. Vamos lá a ver se temos problemas hein, pq não para andar por aqui a transformar caixas de comentários em diálogos sobre matérias interessantes. Juizinho...

    ResponderEliminar
  6. Deixa lá...

    O ex-namorado da minha ex-cunhada (gostaste?) achava que se comessemos muitos ovos apanhávamos tuberculose no fígado.
    Enfim...
    Uma entre milhares de bácoras.

    ResponderEliminar
  7. Os senhores da Neoblanc também já vieram protestar. O anúncio, da próxima campanha publicitária, com os lenços manchados de Chopin já não faz sentido. Injusto!!!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.