27.3.08

A propósito da descida do IVA

Visto que é de palhaçada que falamos, por culpa deste senhor, esta tarde uma música estranha e alarvemente irritante começou a soar nos meus ouvidos. Escravo da curiosidade como sou, fui desencantar ao recanto da minha mente, mesmo por detrás de uma porta onde uma caveira e dois ossos cruzados escondem as coisas que a minha memória se esforça por apagar, mas que não o faz totalmente de forma a prevenir desastres nucleares.

Foi assim que cheguei a este lixo, que nem as moças voluptuosas que lá constam servem para atenuar uma dor que se funde entre a memória e o aparelho auditivo.

E, como não gosto de sofrer sozinho…

6 comentários:

  1. E depois é um pincel um gajo tirar estas bodegas da cabeça.

    ResponderEliminar
  2. Felizmente não tenho acesso ao Youtube e continuarei na minha "altiva" ignorância.

    ResponderEliminar
  3. Faço minhas as palavras do inútil, se ele não se importar.

    ResponderEliminar
  4. Ora essa, disponha sempre.

    ResponderEliminar
  5. Isso é muito mau!
    Eu odeio esse tipo de pseudo-músicas que não saiem da cabeça.

    Era como aquela dos Aqua a Barbie Girl.

    Era de fugir...

    ResponderEliminar
  6. estás doente e é grave...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.