25.1.08

Tanga n’easy

Utilizando um léxico próprio do neolítico Zezé Camarinha, venho por este meio tentar ridicularizar uns senhores de uma dada superfície comercial, que investiram uns cobres em comunicação, nomeadamente num spot de rádio, utilizando uma estratégia a que os antigos chamaram “dourar a pílula”.
Pequeno interlúdio para dizer que odeio falinhas mansas, gente sonsa e malta que usa sempre subterfúgios para dizer ou explicar em vinte palavras o que pode dizer em cinco.
Dizem os senhores nos seus trinta segundos nas ondas radiofónicas que possuem no seu espaço de restauração muita diversidade, com aposta em restaurantes de comida tradicional portuguesa, americanos, brasileiros e orientais. Epá, isso é quase tão bom como dizer que hoje, no período inicial do caminho do Sol até ao seu zénite, tomei uma bebida de origem sul americana, antes de comer um farináceo com um produto de origem láctea no seu interior e apanhar um meio de transporte colectivo até junto da minha entidade patronal.
Amigos, dizer que têm sítos onde se pode comer um bitoque, fast food, Chimarrão ou crepes e chop-soi não é vergonha. Vergonha é tentar vender algo que, a começar pela maneira como põem as coisas não têm: classe.

Talking Heads - Psycho Killer

7 comentários:

  1. Ora aqui está uma rica maneira de pôr as merdas... vá lá que não falaram na cozinha tradicional italiana...

    ResponderEliminar
  2. porque é que eu não faço ideia do que é que estás a falar?
    quem é que quer vender gato por lebre?

    ResponderEliminar
  3. Tb não faço ideia! Que raio de rádio é que tu ouves, pá?

    ResponderEliminar
  4. e o que interessa qual a rádio que se houve?

    ResponderEliminar
  5. que falta de sexo....parecem os dentistas a falar dos pacientes! sao uns desbocados!

    ResponderEliminar
  6. deixa-me adivinhar... loures-hoping... ou será loure-shoping. engano-me sempre no nome do sítio com o pináculo lua e pináculo sol...

    ResponderEliminar
  7. Se tivessem sobrado uns explosivos da Torralta em Troia, esse centro seria um bom destino para os mesmo...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.