29.11.07

Sobe, sobe elevador sobe


Os elevadores são lugares fascinantes. Lugares de passagem, de fantasias amorosas, de cenas assustadoras e de algumas das selecções musicais mais arrepiantes a que o ser humano já foi exposto, eles entraram na nossa vida, a partir do momento em que nós começámos a entrar neles.
Quantas viagens de elevador não foram momentos de partida para episódios inesquecíveis da nossa vida, quantos sons tipo “PLING” não abriram as portas aos nossos sonhos ou escancararam os portões de muitos pesadelos?
Antes que comecem aí a ataviar episódios deliciosos* porque tenham passado nestes contentores ambulantes quero apenas dizer que, ao contrário deles, com esta conversa não pretendo ir a lado nenhum.
Precisava apenas de um pretexto para me referir o quanto me irritam as pessoas que, estando outras à espera de um elevador com o botão para subir premido, chegam com ar sabichão e carregam no que tem a seta no sentido descendente.
Lá está, é sempre necessário um iluminado para, tal como Moisés, separar as águas. E ficam a pensar: “Então estes idiotas não vêem que o elevador tem que descer? Não percebem que se carregaram para cima ele não vem para baixo...Se eu não chegasse esta pandilha ficaria aqui eternamente à espera da semana dos nove dias”.
Depois, como é natural depois de algum tempo de espera, o elevador chega e é vê-los com um sorriso condescendente como quem diz “Seus tolinhos”, sem no entanto repararem que o botão que carregaram continua aceso.
Por isso, fica aqui um guia básico para quem lida com elevadores e não quer passar por mete nojo:

BOTÃO COM SETA NO SENTIDO ASCENDENTE OU COLOCADO NA PARTE SUPERIOR – Criado a pensar nas pessoas que pretendem ir para pisos acima daquele em que se encontram.

BOTÃO COM SETA NO SENTIDO DESCENDENTE OU COLOCADO NA PARTE INFERIOR – Criado a pensar nas pessos que pretendem ir para pisos abaixo daqueles em que se encontram e para anormais que acham que sabem mais que os outros.

PS – Um bom remédio para estes últimos é entrar num elevador que realmente vá descer, mas no qual entre um cromo que carregou insistentemente no botão errado para subir. Depois de ver qual o andar para que ele vai (no meu caso ia para o 7º), carreguem no botão do piso de garagem mais baixo (no meu caso o -4). A viagem é mais longa, mas a agonia do imbecil vale a espera.

Entre pisos – Beck – Elevator Music

6 comentários:

  1. Não sabia que havia pessoas dessas por aí. Por sorte, nunca apanhei nenhum...:-)

    E estavas em que piso? no 4?:)

    ResponderEliminar
  2. É o verdadeiro horror tens razão. Aqui à dias apanhei um surreal - lá dentro eu, um casal teenager com as hormonas não equalizadas e aquilo era um comilanço desenfreado que me deixou muito constrangida e invejosa e, como se fosse a cereja em cima do bolo, uma tia muito bem com o seu telemovel dolce gabana douradissimo (que eu achei já demodé por acaso) a falar com muito maus modos do ex-marido...suponho. Pois...é sempre este pavor de não se saber muito bem o que é que se vai encontrar.

    ResponderEliminar
  3. E os que, depois de ouvirem a explicação cagam no caso e continuam a carregar nos dois?

    ResponderEliminar
  4. dá vontade de fazer um elevador com setas para a esquerda e para a direita para ver quantos carregariam.
    quanto a música de elevador gosto muit. acho que em nada difere de música de chamadas em espera, de abram alas para o nodi em repeat na casa do vizinho e de vbo da madonna, todas as manhãs em automático na minha jukebox interna... é tão difícil viver comigo!!

    ResponderEliminar
  5. @bem visto - de facto, passo algum tempo no quarto...andar.

    @ lady - Não te queixes, isso são experiências sociais enriquecedoras. Já idosos com gases nesse espaço não se pode dizer o mesmo...

    @ piston - São os chamados "vai com todos" ou, de modo mais tradicional "malta básica que na dúvida prefere não se comprometer".

    @ pala - Não é difícil fazer isso, basta um canivete e alguma destreza manual. É giro, mas dá algum trabalho.

    ResponderEliminar
  6. há de facto episódios pitorescos...é por estas e outras que dou graças o meu predio nao ter elevador...;)

    ps:vivo num 2º andar,diga-se

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.