5.9.07

Das trevas nasce a luz (só se forem ceguinhos)



Pequena interrupção nos pensamentos profundos próprios de quem está de férias, como por exemplo: “Será que consigo estragar o castelo do puto com apenas um pontapé?”, “Será tio e sobrinho ou apenas um casal de agasalhas?” ou então “Aquilo é um bikini muito cavado ou uma mulher com cabelos no peito?”.
A interrupção é oportuna porque sei bem que a gente ressabiada que por aí anda a fingir que trabalha tem alguns ressentimentos contra gente que como eu goza o seu merecido descanso. Assim, provo que penso em vós, contribuindo para que as horas de fingimento passem mais depressa.
Mas sosseguem os corações ruins, são boas novas as que vos trago. Sabem aquela história de toda a gente aspirar a uma vida feliz, harmoniosa, onde os pássaros chilreiam e é legal medicar as crianças para que fiquem num estado letárgico em vez de partirem a casa toda? Tudo falso, coisa do passado, conceito morto e enterrado.
A palavra idílico (não, não quer dizer igual, isso é idêntico) hoje em dia é prenúncio de ruína. A vida está difícil e ao ser humano custa lhe um bocado aceitar a felicidade alheia. “Ai casaram esta semana? Que bom!!!” (nas entrelinhas: 20 euros em como não passam do Natal), “Epá, se alguém merecia este aumento eras tu” (nas entrelinhas: com a ajuda de Santa Silicone também eu minha cabra) ou “O teu filho está um matulão meu caro” (nas entrelinhas: “teu” é como quem diz). Podia continuar até à exaustão com estes exemplos, mas também não gosto de falar tanto sobre os jantares de Natal da minha família.
Quem quer passar a vida livre de invejas, boatos e rumores sabe muito bem que tem de afastar qualquer imagem idílica do seu dia-a-dia. A vossa cara-metade é perfeita? Digam-lhe isso só a ela e inventem um problema com o álcool, frigidez/impotência ou simples mau carácter para a difamarem junto de quem vos rodeia. Vão ver que marcam pontos, ganham mais simpatia e ainda vos pagam um copo para vos animar de vez em quando.
Têm um emprego de sonho? Para já são mentirosos, porque isso não existe, mas se até acreditam na vossa mentira, chamem nomes ao patrão à mesma e arranjem uma vaca e um graxista para servirem de bode expiatório ao falatório do trabalho. Se ainda assim estão a resistir a esta ideia, possivelmente são um dos três personagens que referi e, nesse caso, é altura de arrepiar caminho.
São pessoas inteligentes, cultas e interessantes? Primeira medida – continuar a ler este blog e a divulgá-lo às pessoas que respeitam. Isso será prova que são humanos e também erram. Depois, cometam ocasionalmente umas griffes, comentem programas da TVI que nunca viram e soltem um arroto ocasional, junto de pessoas mais próximas. Todos estes gestos, são como as patas de coelho, para quem acredita afastam o mau olhado, para quem não acredita, pelo menos afasta aquela ideia de que as pessoas cultas, inteligentes e interessantes não podem ser boçais (não posso ser só eu a lutar contra esse estigma).
A malta quer-se falível, caída em desgraça e disponível para o azar. Se não o são, sigam estas dicas e pelo menos aparentem-no e vão ver que saem a ganhar. É que quando a inveja bate à porta não serve de nada fingir que não se está em casa. É convida-la a entrar, servir-lhe um chá e carregar na dose de laxante. No fim vai dar merda na mesma, mas não são vocês que se lixam.


A rodar: Air – Don’t be light

14 comentários:

  1. Chamo a isso ser decadente chic mas com um twist vagamente moralista! Gosto dessa trend. E diz-me, ó grande Mak em férias, isso é para usar agora no Outono Inverno? Já estou farta do radical havaiana/melissa com um twist de bitch que usei nesta Primavera/Verão! Já agora, o que é feito do RNC? Se calhar era melhor, agora em começo de época, transferi-lo para um sítio mais apropriado como o The Rest is Silence! Assim ele fazia de resto...

    ResponderEliminar
  2. adorei este post, está light e muito "é a vida!", sim, as pessoas não são perfeitas, a vida é um luta fantastica que nos dá imensas dores, dores de todo o tipo, não sei porque, dificilmente tenho dores entre o ombro e as mão, quando a dizerem que "tem frigidez", "ela nao era boa na cama, "ele gosta de mandar", nunca fui de ir muito nas conversas dos outros, da vida sexual das outras mulheres, não quero saber, que as homens não sao perfeitos, ja sei! Senhor R, grande post! ;)

    ResponderEliminar
  3. Muito bem escrito, este rapaz tem talento.
    Bj Sofia

    ResponderEliminar
  4. mais, ele tem razao, ja dei por mim a dizer a amigos meus para nao dizerem coisas boas de mim(pior que inveja é uma mulher com ciumes), ele tem razao, causa muitos problemas, acharem que somos perfeitas, termos algo de que invejar, arranjei uma soluçao simples, com quem nao pensa como tu so se pode ter conversas do tempo e do transito e resto fugir a sete pés, porque é como uma doença, ja nao largam uma pessoa.

    ResponderEliminar
  5. não o fazia tão supersticioso.

    ResponderEliminar
  6. @ Cuga - RNC alterna o seu tempo entre o auxílio a crianças desfavorecidas do Burundi e as casas de petiscos de Algés, pelo que lhe sobra mt pouco estomago para vir ao blog.

    @ pala - Tenho sorte em não ser supersticioso

    ResponderEliminar
  7. É que nem uma palavrinha sobre o seu colega de blog, na tv, pá, nem uma, não há direito. E espertinho q o miúdo é!

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. buuuuuuuuuuuueno. Estas 2 últimas semanas descobri que uma suposta amiga não passava de ressabiada, q me conheceu estava eu na merda, e ela armada em "apoio", mas assim que os problemas passaram, eu comecei a andar animada, e , o pior de tudo, os amigos dela começaram a dar-me atenção e andavam todos entusiasmados comigo, ela ressabiou-se, e queimou-me a fita, inclusive com um amigo q já tínhamos em comum e que eu considerava um dos meus melhores amigos há quinze anos. Isto, atenção, sem eu ter feito rigorosamente nada de errado... se tivesse feito não teria problemas em admitir. Há quem diga que é bem típico entre mulheres mas eu quero lá saber disso, tenho lá necessidade de competir com alguém! Quero é q se f***m, detesto futriquices, diz q disse e outros passatempos que por aí andam. Gosto é do meu sossego e quem gosta de mim gosta, quem não gosta não me faça perder o meu tempo.

    ResponderEliminar
  11. ja dizia a canção do rui veloso: "para de sorrir, de exibir a tua felicidade"... :)

    ResponderEliminar
  12. woooo gostei senhora luisa(sobrenome de uma trisa minha) - je suis trés contente lol mas dai nao vêm grande sorriso.

    ResponderEliminar
  13. essa cena do chá com laxante... não sei... deu-me aqui umas ideias...


    ah, e continuação de umas boas férias, q eu não sou invejosa nem ressabiada

    ResponderEliminar
  14. Parece-me que foste para a praia e ficaste nos toldos...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.