14.8.07

Tanga-volante

Por mais que jure que nunca mais ponho aqui um post sobre coisas que se passam em transportes públicos, eles arranjam sempre maneira de me trocar as voltas. Aliás, considero hoje em dia mais fácil deixar de escrever disparates do que não escrever sobre episódios em transportes públicos. Talvez seja a minha consciência ecologista (ou o que sobra dela) que me diz esta ser a melhor maneira de convencer as pessoas que compensam mais 10 minutos de humor e regabofe num autocarro do que 1 hora no carro a poluir a atmosfera. Chegam mais suados é certo, mas o planeta agradece.
Desta vez, cenário matinal de Agosto, autocarro no centro de Lisboa. O mês favorece o utente regular como eu, aliviando os indíces de suor e gente mal encarada a bordo(lote do qual só resto eu e mais dois ou três). A Carris reforça a benesse, aumentando o número de motoristas-humoristas a bordo, para que não falte animação quando os habituais carteiristas não estão disponíveis.
Neste caso, o tipo que tem as rédeas do meu destino, pelo menos até chegar inteiro ao Saldanha, é o campeão do exagero e não tem medo de o mostrar a toda a gente. A conversa com a senhora do banco da frente é um mero pretexto, coisa que a senilidade da cidadã não a deixa perceber.
Comecemos:

- Acha que Lisboa é grande minha senhora? Paris é que é grande, veja lá! Um motorista de autocarro lá demora um dia inteiro para cruzar a cidade e voltar. Mal tem tempo de almoçar senão só chega no dia a seguir... (creio que ficou algo desapontado pelo facto das 12 pessoas no autocarro não terem soltado um "Ohhhhhh" de espanto).

- Acha que este taxista aqui à frente deve ser velho? Eu conheci um que era tão velho e tão cego, que dizia que à noite conduzia mais por instinto do que pelo que via! (Boa facada na concorrência. Daqui em diante levarei sempre uma placa tipo de oculista antes de começar qualquer corrida de táxi).

- Então mas pensa que agora há menos gente nas praias? Dantes é que era...eu que sou novo lembro-me de ir às praias da Costa e ter pelo menos 100 metros de distância das outras pessoas...(ou se esqueceu de referir que foi em Dezembro ou que é casado com a irmã do Tony Ramos). Os meus avós então quando iam deviam apanhar aquilo deserto...(apoio governamental encapotado, com a teoria da Margem Sul = Sahaara)

- Sim, sim, o poder de compra diminuiu imenso. Antigamente comprava jóias (podiam ser jolas, mas quero acreditar na versão que coloquei) à minha esposa regularmente, agora até para ir tomar café com ela tenho de pensar duas vezes. (Aqui a minha dúvida é: ou as jóias eram daquelas que saem nas rifas ou ele frequenta cafés extremamente dispendiosos, pelo nível de comparação).

Por esta altura, o ambiente no autocarro estava ao rubro, apesar dos repetidos bocejos e ares de enfastiado poderem não o traduzir na plenitude, algo que parecia não desanimar o faustoso e diversificado orador-motorista. Conforme me preparava para sair, os temas em discussão, ou melhor os temas da palestra, começavam a versar sobre política e futebol. Hesitei, saio no Saldanha ou continuo até ao Restelo. Venceu o medo da entidade patronal, mas tenho a esperança de que nos voltaremos a ver. Pelo sim, pelo não agora o leitor de MP3 vai sempre na mala...

4 comentários:

  1. nao gosto de transportes publicos.
    nao gosto do excessivo cheiro a suor neles.
    nao gosto do rossa-rossa quando tao cheios de pessoas.
    nao e um lugar muito higiénico.
    nao e um lugar onde se aprenda alguma coisa.
    mas se tiver mos coragem, è um sitio onde conhece muitas pessoas, coisa que nao faço.

    A menina Ana Pat

    ResponderEliminar
  2. Apanho sempre este blog sempre que quero ir à Parvoíce-De-Cima. Infelizmente quando lá chego só vejo o motorista que o conduz.

    ResponderEliminar
  3. Isso é porque és uma pessoa (no sentido lato da palavra) muito despassarada. É que para vires da Parvoíce de Baixo para a Parvoíce de Cima bem que podias vir a pé.

    Para quando um desafio Fairy entre estas nossas aldeias?

    ResponderEliminar
  4. os transportes publicos sao um "eu sei que o tabaco provoca cancro e problemas de erecçao mas continuo a consumir", isto é, eu nao gosto, mas tem de ser....

    A menina....que detesta perder tempo e vai sempre pelos atalhos!

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.