18.6.07

Estou de volta, (e)vidente




Dizem os trágicos que nada do que é bom dura para sempre. Sendo mais prático digo apenas: a porra das férias acabaram (por agora). Não se pense aqui que tenho alguma coisa contra voltar ao trabalho. Nada disso, gostaria apenas de ser eu a decidir quando eventualmente isso me apetecesse, mas adiante.
Fora a noção de horário imposto, o que me chateia mais ao voltar de férias é isso mesmo, o voltar de férias. Não no sentido dramático da coisa, mas aquele belo cerimonial de perguntas bacocas, feitas mais por hábito do que por interesse, sobre o que foram estas duas últimas semanas na minha vida.
Caríssimos, não há por estas bandas slide show de fotografias, prendinhas e souvenirs para coleguinhas, nem sequer histórias de pasmar para contar à volta da fogueira (se calhar há, não me apetece é contá-las porque não me deixam fazer uma fogueira no estaminé). Vamos poupar no calvário de perguntas formatadas, para eu poupar no de respostas formatadas e assim seremos todos mais felizes. Isto não significa que eu seja um tipo intragável e venenoso sem pachorra para gente simpática e interessada que só quer o meu bem. Mas também não quer dizer que o não seja, por isso, pelo sim pelo não, previnam-se.
De qualquer forma e porque creio que nas minhas férias ganhei propriedades de vidente, eis um chorrilho de frases que vejo na minha mente que se vão repetir aos meus ouvidos ao longo do dia.

a) Então, essas férias? (e todas as suas variantes)
b) Estiveste por cá ou foste para fora?
c) Olha quem ele é. Ainda trabalhas cá?
d) Bem, nota-se mesmo que foste de férias, que bom aspecto
e) Bem, que mau aspecto, sempre a bombar nas férias é o que dá
f) Então, de volta? (é difícil responder a esta sem agredir ninguém)
g) Pronto, acabou-se o sossego
h) Olhó gajo. Pronto para a luta? (facção sindicalista)
i) Espaço reservado a possível criatividade inovadora não abrangida por capacidade de vidente

4 comentários:

  1. Falta uma, tão simplória, mas muito sentida: Seja muito benvindo!!!!
    Seguida de outra: na próxima semana vou eu...AHHHAHAHAHHAHAHAHHAHAHA (riso extremamente maquiavélicoe psicótico)

    ResponderEliminar
  2. Falta o comentário da secretária melosa: Sr. Mak, há quanto tempo... tive saudades suas, quer que lhe leve um cafézinho? Com açucar ou adoçante?
    (Pela foto, já percebi que foste para o deserto: deixa-me adivinhar: Seixal, Lavradio, Amora, ou será que Costa da Caparica?)

    ResponderEliminar
  3. @ quarta-feira - Se fizerem o mesmo comentário que o resto da troupe levam pela mesma medida, mas apenas com um ar mais complacente.

    @ adelie - o bem vindo é a versão mais de direita do pregão sindicalista. Qt a irem de férias, eu até agradeço, é de maneira que não os aturo muahahaahah (sinistro, mas dentro dos decibeis legais)

    @ cuga - qual secretária. Se for esta à minha frente, se bem que útil, ainda não é feita de material plástico falante, por isso caladinha e servil chega-me perfeitamente. O deserto refere-se ao de originalidade nas frases de recepção, não de destinos ;)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.