5.6.07

Em férias, sê feraneante

Juventude, durante estas duas semanas vou dedicar-me às mais diversas áreas de folia e lazer, pelo que só apenas esporadicamente virei dizer de minha justiça. Não se espumem de raiva, não é caso para isso, só porque têm de trabalhar e está um tempo maravilhoso para andar por aí a veranear. Certamente chegará a vossa altura, mesmo que esteja a chover a potes.

E, antes que comecem as más línguas em acção, quero apenas dizer que não estou em Santa Comba Dão a apoiar o serial killer do momento, o Cabo Costa. Não somos familiares, apesar de partilharmos o apelido e, se fôssemos, estaria muito desapontado com ele. É muito feio chacinar pessoas por aí e depois chutar as culpas para outros. Para isso já nos bastam os políticos e as responsáveis de Delegações Regionais de Educação sem sentido de humor.

A terminar, um conselho para as crianças que visitam este pasquim. Se querem ser famosas, não estudem como diz o Abrunhosa, a Judite e o Queiroz, não joguem futebol como o Ronaldo ou o Nani, nem vendam a consciência para ter lugar numa autarquia ou num partido. Isso demora tempo e, além disso, exige trabalho e esforço e, no último caso, deixar crescer um bigode.
Se querem ser realmente conhecidas e atingir o estrelato mundial, hoje em dia o que está a dar é ser raptado e de preferência quanto mais cedo melhor. Mas, como em Portugal tem havido concorrência feroz, até nessa área, também serve porem a vossa família biológica contra a vossa família adoptiva (vide Baltazar vs Sargento Santos) ou ligarem para o SEF e denunciarem a vossa mãezinha russa que por acaso está ilegal no país (vide caso da criancinha russa de Barcelos com mãe detida pelo SEF. É atenção garantida em noticiários, jornais e tudo o mais e, se forem realmente afortunadas, ainda se arriscam a terem a sina lida pelo Professor Marcelo.
Podem não ter futuro, mas é um presente em grande.


Soundtrack – Por falar em crianças, em Verão à porta, isto faz-me lembrar Jogos sem fronteiras e, é claro, Eládio Clímaco. Não havendo Eládio a cantar, serve este senhor:

Peter Gabriel – Games without frontiers

5 comentários:

  1. Vais de férias e levas o "Cell" como leitura... Tendo em conta o post, por este andar qualquer dia acabas como o Moita Flores: 1º escreves novelas e depois entras na política, através das autarquias. Boas férias!

    ResponderEliminar
  2. Vais de férias?? Eu também...a blogosfera fica num vazio temporariamente...

    PS-para fora cá dentro ou para fora lá fora?

    ResponderEliminar
  3. O quê, a sff também vai de férias?! Estou a ver que há certas profissões que têm um happy month! Ou seja, o "É a Vida", tal como o Bom, o Mau e o Vilão estão temporariamente encerrados. E agora, quem é que eu leio? Vou mas é passar a ler o Pacheco Pereira, esse ao menos posta a qualquer hora, em qualquer parte do mundo!

    ResponderEliminar
  4. e qualquer tipo de merda.

    boas férias sr mau.

    ResponderEliminar
  5. Gostava de ter um emprego desses. Volta e meia estás de férias! Bah! :-D

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.