23.4.07

A razão de paciente e doente serem sinónimos

O mundo muda cada vez mais depressa, isso não há por onde contestar. Cada vez o nosso tempo dá para menos ou melhor, dá para o mesmo que dava antes, mas agora existem mais três mil coisas para fazer, para experimentar, etc e tal.
A paciência, que em tempos chegou a ser uma virtude, hoje em dia foi ultrapassada, pela satisfação imediata. Quem é quer esperar para ter aquilo a que julga ter direito, se pode ter já alguma coisa, mesmo que inferior ou não tão necessária?
És paciente, acreditas muito mais no “quem espera sempre alcança” do que no “quem espera desespera”? Então põe-te no fundo da fila e vai vendo a banda passar, o Sócrates a tirar cursos e, quando deres por isso, já és um tapete e não parte da fila.
Acorda para a vida jovem, esquece lá essa história do aguardar a hora certa. A hora já ali vai à frente, se correres pode ser que ainda a apanhes, coisa que não vai acontecer se continuares a perder o teu tempo em blogs idiotas.
Não queiras acabar como a Paciência que, da última vez que a vi, fazia coros em concertos do Nel Monteiro, enquanto está a tentar fazer parte do programa de certificação de competências Novas Oportunidades. Diz que está a ver se lhe reconhecem a experiência profissional para ver se pode começar a trabalhar como Ambição. Se não conseguir olha, paciência...

2 comentários:

  1. Eu tive mesmo para ler este post até ao fim... mas não tive paciencia!

    (just kidding!)

    ResponderEliminar
  2. Lá está...onde é que o tempo está do teu lado...
    Don´t be too pacient...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.