10.8.06

Enfrentei a Morte e soube-me a pouco


Agora posso dizer que olhei a Morte nos olhos e digeri bem o assunto. Agora posso gabar-me de já ter tido a minha dose de Mortes nas mãos. Agora, quando alguém me disser que a Morte é um preço alto a pagar, vou argumentar que sete Euros e meio não é assim tanto. Agora sei que o cheiro da Morte é muito parecido com lombo de porco assado. Agora posso acrescentar que se a vingança é um prato que se serve frio, a Morte apenas precisa de 8 minutos no microondas para estar pronta a servir.
Enfim, agora posso dizer que a todos aqueles que desejam saber para onde vamos depois da Morte que, se forem honestos, vão para as caixas do supermercado do Corte Inglês.

9 comentários:

  1. OBRIGADA caro Mak, afinal eu não estava doente... Quando recebi o folheto imaginei-me portadora de alguma alucinação... Sim eu também tenho um autocolante a dizer "Publicidade, aqui sim" e também reparei...

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. @ Cuga - Foi isso mesmo a morte espreitou na minha caixa do correio

    @ Comentário mitroso excluído - Done

    ResponderEliminar
  4. E o que é que veio a seguir à morte? Toucinho do Céu?

    ResponderEliminar
  5. Kinder, foi de morte, esse comentário!

    ResponderEliminar
  6. Estou mortificado com os vosso comentários..

    Papos de Anjo tb estavam no menu parece-me


    Mak

    ResponderEliminar
  7. Ora então hoje é aqui que se toma a bica, não é? Nada como se falar de comida e de morte, para as larvas sairem todas dos seus bloguinhos...

    ResponderEliminar
  8. rir assim, a seguir ao comer, pode levar à morte. e morrer de boca aberta é uma chatice: só entra mosca, não sai asneira.
    ainda estou a rir com os comments da kinder e do se faz favor. tenho de sair daqui urgentemente...

    ResponderEliminar
  9. Ó kinder, foste apanhada! a nan adivinhou-te o sexo. Cheiras a gaja até na blogosfera.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.