10.7.06

Ela tem apenas 15 anos de idade

Eis o momento por que todos esperavam: A análise prometida da letra de "Ela tem apenas 15 anos de idade", de Amadeu Mota, que actualmente pode ser ouvida aqui no blog.

Photobucket - Video and Image Hosting

Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade
Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade
Ela com os seus 15 anos
E eu com os meu desenganos
Uma vida sofrida, perdida no campo do amor
Esse amor é diferente, sinto aqui dentro de mim
Sabendo que até meus amigos comentam assim
E então?
Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade
Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade
Deu-me uma fotografia

(Aqui segue-se qualquer coisa que não consegui perceber a respeito da fotografia. Percebi apenas que Amadeu não queria aceitar, mas a sua Lolita insistiu dizendo que era uma prova de amor)

Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade
Ela tem apenas 15 anos de idade
Mas o amor que sinto agora é amor de verdade

Esta é, para mim, a mais bela de todas as músicas do grande e insofismável Amadeu. A forma apaixonante e heróica como desafia as convenções pequeno-burguesas da preconceituosa e intolerante sociedade portuguesa só pode ser comparável ao acto rebelde de John Lennon, quando fumou uma ganza na cama tal como veio ao mundo ao lado daquela japonesa com muito mau aspecto, na altura em protesto contra a guerra do Vietname. Pois bem, nós não temos o Lennon, mas temos o Amadeu e acredito que ficámos a ganhar.

Ela tem apenas 15 anos de idade mas o amor que sinto agora é amor de verdade. Pungente. Fabuloso. Indescritível. Diria mesmo homérico. Toda e qualquer razão que possa levar um homem feito, provavelmente sexagenário e a caminho da decrepitude e senilidade, a declarar a paixão assolapada por uma rapariga de 15 anos terá, obrigatoriamente, de levar às lágrimas o mais duro dos vilões de um western spaghetti.

Depois: Ela com os seus 15 anos e eu com os meus desenganos.

Talvez resida aqui o busílis da questão. Ela pode ter 15 anos, mas o Amadeu é um homem que já não é enganado tão facilmente como outrora. Desenganem-se os que pensam assim. Farto de logros, o Amadeu decide-se por um amor proibido, optando por esfrangalhar as suas peles gastas contra o corpo tenro e por explorar de uma jovem cujo ano curricular escolar deverá ser, em caso de aproveitamento 100 por cento positivo, o 10º ano. E quem diz que isso é errado? Bom, talvez todas as pessoas deste mundo que nunca tenham sentido nenhum instinto pedófilo. Mas isso agora não interessa nada. O que interessa é que Amadeu, rebelde como sempre, decide gritar bem alto os seus sentimentos, não obstante saber que isso lhe poderá custar uma ida ao DIAP para prestar esclarecimentos.

Tenho ainda para mim que o Amadeu nesta música aflora uma face da pedofilia menos em voga em Portugal e portanto menos passível de simpatias por parte da exigente opinião pública portuguesa que tende a favorecer os rotos que abusam de crianças desfavorecidas. Essa face é a da pedofilia heterossexual. Com efeito, e porque o Amadeu é muito macho, nunca ninguém o verá a proclamar o seu amor por um qualquer jovem imberbe e cheio de acne. Até porque chouriços já há muitos e dos bons na terra do Amadeu. Com efeito, e como é facilmente constatável na letra desta épica ode ao amor proibido, o Amadeu canta bem alto o seu amor, ainda por cima correspondido, por uma jovem com idade para ser sua neta, mesmo que isso lhe granjeie a reprovação dos seus amigos:

Sabendo que até meus amigos comentam assim.

A esses amigos, que como sabemos já o haviam cobardemente iludido e abandonado (vide análise do cover de To Love Somebody), Amadeu responde apenas: E então? Assim como quem diz: eu é que sei onde meto o nabo, metam-se mas é na vossa vida, se não levam uma lamparina no focinho.

Depois, ainda podemos perscrutar nesta letra todo o cavalheirismo do galanteador Amadeu. Apesar da sua jovem amada lhe querer oferecer uma fotografia sua, o Amadeu recusa, sabendo que isso poderá vir a ser aziago para ambos caso a Polícia Judiciária decida investigar mais a fundo esta relação amorosa. No entanto, e como é uma prova de amor, a jovem exorta o Amadeu a aceitar, colocando os dois pombinhos em risco.

Espero ansiosamente por desenvolvimentos deste caso. Se vierem em forma de canção, melhor ainda.

6 comentários:

  1. Eu (agora) só conheço este tema do Amadeu Mota... É grave?

    ResponderEliminar
  2. Esta música faz-me lembrar os teus 15 anos. :)

    ResponderEliminar
  3. Ah! Linda música! Que orgulho para o macho latino!

    ResponderEliminar
  4. Amadeu Mota, ao que se prevê, irá ser o principal artista e organizador do "Bibi Live Aid" que terá lugar no Portugal dos Pequeninos, no próximo dia 1 de Agosto.
    Promete-se muita animação, jogos (Quarto Escuro, Cabra Cega, Macaquinho do Chinês, etc) e rebuçados e chocolates para todas as crianças que apareçam sem os pais.
    A entrada a maiores de 15 anos será proibida

    ResponderEliminar
  5. onde posso ouvir a musica XD?

    ResponderEliminar
  6. Só não concordo com a expressão "instinto pedófilo". Tecnicamente pedofilia seria a atração sexual por crianças. Não entendo como se pode considerar um(a) adolescente de 15 anos, quando tanto os hormônios quanto a paixão e o romantismo estão à flor da pele como um ser inocente e assexuado. Isso é contra todas as evidências e só mesmo o preconceito ou o excesso estúpido de moralismo para afirmar algo assim.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.