21.7.06

Disney despacha 650 para o desemprego

Ah pois é, pensam que é só nas fábricas, que é só a malta da General Motors e dos curtumes e afins que lixam o proletariado, mas enganam-se. A malta da bonecada também os despacha e não poupam caras conhecidas. Segundo as últimas informações, entre os despedimentos estão algumas das principais figuras do imaginário clássico da Disney, que pelo alto vencimento auferido e pouca adaptação à modernidade que se exige num desenho animado do séc.XXI se tornaram alvos fáceis. Assim sendo, eis alguns dos visados, cujo destino pode passar por Portugal, estando ainda por revelar alguns dos nomes:

Bela Adormecida e Cinderela – O surgimento de novos personagens femininos ditou o declínio destas duas beldades clássicas, cujo o único rendimento que tinham vindo a dar era dos royalties pagos por filmes antigos. Ao que parece, as novelas da TVI poderão ser o seu destino, algo que parece estar a enfurecer Alexandre Lencastre, que a curto prazo poderá aceitar o convite da Disney para substituir a Bruxa Má e tornar o personagem mais voluptuoso.

Tio Patinhas – Anos e anos a fio a desviar dinheiro, tiveram como fim uma despedida pouco honrosa. Ao que parece, o velho pato conseguiu apenas trazer como indemnização a sua moedinha nº1, com a qual pretende fazer investimentos em Portugal, capitalizando a sua marca fantoche WC Pato e lançando uma OPA sobre o CIF, segundo indicações do seu colega da primária, Belmiro de Azevedo.

Minnie – Vivendo sempre na sombra de Mickey e sofrendo com os boatos das infidelidades deste com a vaca da Clarabela e até com a Margarida (não confundir com a namorada do Donald, refiro-me à gaja da Abraço), este despedimento acaba por ser uma benesse. As ofertas para projectos alternativos ao que consta não têm parado e a escolha de Minnie parece ter recaído na mini série “A Rata” da autoria de Francisco Moita Flores, que retrata em 148 episódios a vida de uma postituta de renome, por altura do pós-terramoto de 1755.

Pateta – Com a eleição de George W. Bush, tornou-se claro aos responsáveis da Disney que a existência deste personagem deixou de fazer sentido, já que a malta acha muito mais graça a um personagem de carne e osso. Até o seu alter-ego Super Pateta, passou a ser considerado obsoleto, com a ascensão dos Incredibles. O herói de ceroulas e capa remendada, pretende abrir agora um franchising em Portugal para comércio de super-amendoins, tendo já um acordo com a Sagres e com o Benfica para parcerias futuras.

Paulo Portas – Apesar de numa primeira olhadela podermos até pensar que este personagem não se enquadra no perfil das anteriores, a Disney já avançou com um comunicado. Portas era responsável pela inspecção de feiras a fim de verificar a contrafacção de figuras e material Disney. Visto que agora tem um programa de desenhos animados (ou que se parece com isso) na Sic Notícias, a Disney não teve outro remédio senão despedir Carnival Paulie, como era conhecido nos meandros da empresa.

5 comentários:

  1. Já para não falar no Rei Leão, que nas ruas da amargura, tenta desesperadamente ser figurante no Sporting.

    E só de pensar que tudo isto começou, não por exigências de mercado, mas porque o Gastão foi para a Warner Bros...

    ResponderEliminar
  2. Fonte segura assegura que é Portugal, efectivamente, o destino dos citados.
    Como se sabe, Virgens Sonhadoras é algo que já não abunda muito nos dias que correm (pelos menos no que diz respeito à 1ª parte da designação...). Acho que a SIC está a transmitir, em formato de novela portuguesa, um up-grade do conceito, mas não será nunca a mesma coisa.
    Assim, face à hipótese de classificação como espécie em vias de extinção e consequentes regalias, as moças chegarão à Portela dentro de dias.

    Quanto ao Gestor Corrupto, já andamos tão habituados à proliferação destes animais que me parece muito hospitaleiro abrirmos as portas a mais um.
    Que poderia acontecer ao provecto pato? ganso? whatever... se fosse alojado num país onde a justiça verdadeiramente funcionasse e punisse os infractores?
    Pelo menos não estranha o ambiente e nós poderemos concorrer ao Guinness World Records no capítulo "Empresários de Sucesso à Custa da Exploração do Capital Humano e Outro".

    No que ao Rato Fêmea Gigante se refere, só tenho uma palavra a dizer: Horácio.
    Não me estou a referir ao poeta, mas sim ao cavalo idiota que andava sempre com uma bóia ridícula à volta do pescoço e que ultimamente tinha sido visto lá para os lados da Golegã.
    Este foi o autêntico motivo pelo qual a falsa devota do Mickey veio para Portugal, ainda que camuflado na onda de despedimentos.

    A escolha do Cão-Que-Voa-Depois-De-Comer-Amendoins foi mais do que óbvia depois de saber da proposta do PSD para instituir o Dia Nacional do Cão.
    A mesma fonte assegurou que o canídeo ficou particularmente sensibilizado com a fundamentação do Grupo Parlamentar (http://www.gppsd.pt/actividades_detalhe.asp?s=11594&ctd=2885)

    Vamos, então, recebê-los de braços abertos!
    Principalmente se compararmos este êxodo à saída da toca do Rei dos Trastes aka Mário Jardel...

    (Mak, tás em Grande!)

    ResponderEliminar
  3. Cara senhora, embora agradeça e aprecie o seu comentário, bastante a propósito, quero deixar-lhe um aviso:

    Proibem-se os comments superiores em tamanho aos posts (já que em qualidade, o meu ego diz me que é impossível). É que podem lançar a ideia de que há gente com mais tempo livre e capacidade de argumentação do que os autores deste pasquim e isso, não podemos permitir...

    ResponderEliminar
  4. Não sei se é só a minha costela de casamenteira, mas parece-me que MAK encontrou alma gémea.

    Se foi disparate, eh... agora já está dito.

    ResponderEliminar
  5. Não será problema de costelas, mas esta alma é essencialmente gémea no vício de matrecos e no bom gosto para blogs cof cof cof.

    Quanto ao resto, estamos bem entregues, mas agradeço a referência ;)

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.