15.5.06

Axila, o Huno

Não querendo parecer anti-social, sou fervoroso adversário dos bárbaros dos odores excessivos, sejam eles perfumes naturais ou fabricados. Aliás, numa altura em que tanto se fala do anti-tabagismo e da proibição de fumar em recintos fechados, pouco se fala da proibição de suor excessivo nos mesmos locais.
É Verão que esta praga atinge o auge, com os Calvin Klein e os Dolce & Gabanna a misturarem-se com os Calvin Schvein e os Dolce & Porcanna e é principalmente nesta altura que defendo medidas extremas.
Em transportes públicos, um gajo com um sensor de odores tipo revisor: mais de 0,5 litro de perfume ou factor Axmel Sovakol acima do minimamente tolerável vai fora. À falta de sensor, o olfacto terá de ser usado, apesar dos riscos inerentes.

O tabaco mata e o sovaco não, dirão alguns puristas, que certamente não andam de transportes públicos e nunca passaram a agonia ao melhor estilo Matrix, de ter de quase partir a coluna para evitar uma axila agressiva.
Portanto, apoiaria também campanhas de prevenção com desodorizantes a serem distribuídos logo pela manhã nos principais terminais de transportes, sob o mote “Não faça do suor um amigo do peito” ou “Dê o litro no sítio certo”, aceitando-se também coisas mais inspiradas.

Pensem nisto e se fizer algum sentido, alguém tenha a pachorra de começar aquelas bonitas chainletters a apelar à consciência dos cidadãos para tentarmos erradicar este mal em conjunto (mas não muito juntinhos, para prevenir males maiores)

Despeço-me com um conselho para todos os que são limpinhos (-10% dos leitores portanto) e usam perfumes decentes. Não gastem um frasco em três aplicações. É como medicação em excesso, sobredosagem não ajuda…

4 comentários:

  1. Tem de se arranjar aí em meio termo qualquer, é q sou fumadora e ando de transportes públicos.

    AVM

    ResponderEliminar
  2. @zofia - desodorizante chega perfeitamente :p

    @AVM - substitui nos transportes o cigarro por um pauzinho de incenso, desde que seja de fragrância discreta e a coisa está feita...

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.