4.11.05

Voltei, Voltei

Fazendo uso deste êxito de Dino Meira, aqui assinalo o meu regresso às lides, embora com muito menos espectacularidade do que se o referido artista a dizê-lo, já que para todos os efeitos, está morto.

Sei que provavelmente estou a falar sozinho mas, tal como muitos dos meus amigos de férias num conhecido resort da Avenida do Brasil, é algo a que estou habituado e não me incomoda nada.

Serve o presente para dizer que no futuro poderei optar por uma de duas soluções: arranjo mais alguém com força na pena para se juntar a este trio de dois onde praticamente só escreve um, continuo a espalhar classe por estas bandas com a mesma intensidade que o Prestige ou começo a mendigar blog a blog por um espaço de acolhimento com menos mofo do que este.

Entretanto, vou tentar vir cá com a mesma regularidade com que Mário Soares dará paulada no Cavaco até ao dia das eleições.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.