8.11.05

A contra-piada

Serve este post para consolo de todos aqueles que numa base diária ou perto disso são obrigados a lidar com humoristas de pacotilha. Estes artistas, maioritariamente homens, não resistem a fazer piadas, muitas vezes de má qualidade, mal surge a oportunidade, seja em que situação fôr.

Os humoristas de pacotilha têm uma rivalidade ancestral com os humoristas inatos, assim ao estilo dos Syth e dos Jedi (para os menos aficionados, uma piada Star Wars), essencialmente porque os humoristas inatos possuem uma arma a que eles sempre aspiraram, sem nunca conseguirem dominar: o poder da contra-piada.

A arte da contra-piada pode ser ensinada a qualquer um, mas quem é humorista de pacotilha não percebe a sua essência e falhará ao utilizá-la, tornando-a mais uma piada foleira. Daí o seu ódio visceral por quem a ensina...

Mas o que é afinal a contra-piada? Trata-se do método neutralizador para uma piada foleira (a arma comum do humorista de pacotilha), normalmente na forma de uma resposta incisiva ou reutilização da piada foleira contra o seu autor de maneira acutilante. Há quem seja naturalmente dotado na matéria, há quem aprenda a usar a contra piada e há quem nunca consiga usá-la, constituindo este grupo o alvo preferencial do humorista de pacotilha.

Para uma melhor percepção do assunto, fica no entanto um exemplo de um combate de humorista foleiro vs aprendiz de contra piada, com desfecho favorável para o segundo...

Humorista Foleiro - Então, que se passa?
Aprendiz (tímido)- Pediram-me para ver este trabalho contigo...
HF (sorriso alarve 1)- É um bocado abichanado, não?
A (sorriso amarelo)- Sim, mas é o que me pediram, uma coisa poética...
HF (sorriso alarve 2)- Ah, então é isso, por ser abichanado é que to deram a ti
A (sorriso aberto) - Não, mas deve ter sido por isso que me pediram para falar contigo...
HF - Riso forçado...

1 comentário:

  1. Mais um exemplo da contra-piada, desta feita em que um piadista foleiro com perversões sexuais, assedia uma piadista inata (piada lançada em época estival).
    Ele - hó gira, tás tão fresquinha que pareces uma alface. Comia-te toda.
    Ela - Pois, pois...se tivesses tomates, fazíamos uma salada.

    ResponderEliminar

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.