25.4.04

Galeria de Notáveis: Dias da Cunha



O primeiro a fazer stand-up comedy com algum relevo em Portugal. Abriu a porta a muitos outros talentos, como Nilton, Fernando Rocha e aqueles gajos das Aversões Fictícias. Estreou-se no Canecão de Alvalade em 1954, numa altura em que o seu único concorrente era o Cardeal Cerejeira. O seu estilo é ainda hoje imitado por todos e as suas punchlines realmente tinham piada: "Porque é que o Peyroteo atravessou a estrada? Para ficar à espera da galinha! Porque é que a galinha atravessou a estrada? Para ir ter com o Peyroteo!" Ahaha, este homem é hilariante. Nos seus espectáculos, os espectadores pediam-lhe várias vezes para parar, pois começavam a tossir convulsivamente e muitos chegavam a morrer de riso. Literalmente. "Afinal que merda é essa do sistema? Olha não sei, mas hoje vou comer perceves ao jantar!" Pára pá, já não me aguento. Em 1975 começou a preparar uma das suas personagens mais emblemáticas: ele próprio como Presidente do Sporting, o seu clube do coração. Caracteriza-se esta personagem por estar atenta a conluios de clubes rivais com os organismos que tutelam as arbitragens e também por falar com uma voz entaramelada que mistura cinismo com sintomas de Alzheimer. Hoje em dia faz uma excepcional imitação de si próprio e ocasionalmente dá espectáculos no grande auditório do CCB. Um bem haja para ti, Dias da Cunha!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se vais dizer alguma coisa, escreve, não fiques para aí a olhar.